Ribeira Grande disponibiliza nove buracos para a confecção do cozido

Ribeira-Grande-cozido- (2)

A Ribeira Grande disponibiliza a partir de hoje, 15 de agosto, um espaço nas Caldeiras com nove buracos para a confeção do tradicional cozido através da cozedura pelo calor geotérmico.

É um espaço “sem investimento por parte da autarquia”, como fez questão de sublinhar Alexandre Gaudêncio, porque o investimento é da EDA, através da EDA Renováveis, no âmbito da responsabilidade social da empresa.

Contudo, o espaço “será gerido pela Câmara da Ribeira Grande”, adiantou o autarca, confirmando também que a “edilidade irá alocar recursos humanos para o local de modo a garantir a gestão e manutenção do espaço.”

Os buracos podem ser utilizados gratuitamente por qualquer pessoa que ali queira confecionar o cozido no espaço aproximado de seis horas e, no entender do edil, “prevê-se que esta estratégia possa contribuir para o aumento do turismo no concelho atendendo à posição central e fronteiriça da Ribeira Grande com os restantes concelhos da ilha de São Miguel, servido por boas acessibilidades.”

A segunda fase da obra “engloba um parque de merendas e será a concretização de mais um passo no projeto estruturado que estamos a desenvolver e que visa requalificar toda a zona das Caldeiras da Ribeira Grande, potenciando por inerência o termalismo”, acrescentou.

Neste sentido, decorrem também obras de recuperação das termas das Caldeiras da Ribeira Grande, nomeadamente “melhoramentos ao nível do sistema de ventilação e dos equipamentos existentes, prevendo-se que possam ser abertas ao público ainda durante este verão”, adiantou Alexandre Gaudêncio.

Com a Câmara da Ribeira Grande a dar o pontapé de saída na recuperação e dinamização de mais um espaço virado para o turismo, o autarca lançou um repto ao Governo Regional dos Açores. “Esperamos, agora, que o Governo cumpra com a sua parte no que respeita à requalificação da estrada de acesso às Caldeiras, obra que está inscrita na Carta Regional de Obras Públicas.”

DL/CMRG

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário