Zona de banhos do Portinho da Queimada em S. Jorge com novas infraestruturas

Foto: CMV

O Presidente do Município de Velas presidiu à cerimónia de inauguração do Edifício de Apoio à Zona de Banhos do Portinho da Queimada, na Freguesia de Santo Amaro, na ilha de São Jorge.

A obra em causa consistiu na criação de balneários de apoio à referida Zona de Banhos, bem como de um espaço destinado a lazer, o qual inclui churrasqueiras e respetivas mesas e bancos.

No entender do Autarca, para além de se reabilitar aquele local, foi dado assim um contributo ao Concelho, com mais um espaço de lazer destinado aos utilizadores da zona em causa, quer sejam residentes quer sejam ou não residentes.

Tal como lembrou Luís Silveira esta foi uma obra que teve o seu início há mais de 12 anos, lançada à altura pelo Executivo de então, por via da entretanto extinta Empresa Municipal Terras de Fajãs, sendo que o Executivo que se seguiu não deu continuidade à mesma. Foi já no mandato de Luis Silveira que se entendeu dar seguimento à obra.

Trata-se de uma obra que tem um conceito diferente, tendo sido criado um espaço que pode ser usado por todos e apetecível para ser usado durante todo o ano.

Luís Silveira lembrou que a Autarquia determinou que, durante o corrente ano, lançaria obras no valor superior a sete milhões de euros, onde algumas já se encontram a decorrer, como é o Caso do Caminho das Areias, um pacote de Pavimentações nas Freguesias de Santo Amaro e Urzelina, a última fase do Acesso à Fajã de João Dias, assim como a Reabilitação do Espaço Público da Fajã das Almas, entre outras.

Há ainda outras três obras que são determinantes para o desenvolvimento do Concelho, sendo uma delas o Caminho do TEU, marginal que liga o Portinho da Ribeira do Nabo aos Portinhos da Urzelina, uma obra na ordem dos 2,5 Milhões de Euros e cujo concurso público já se encontra a decorrer. A outra obra é a Segunda Fase de Reabilitação Urbana das Velas, na ordem dos 1,5 Milhões de Euros, e a terceira obra é o Aumento do Parque Industrial das Levadas, que tem um preço base na ordem 1,800 Mil Euros e cujo concurso público também já se encontra a decorrer.

O Presidente do Município lembra que os investimentos públicos são de todos, mas os recursos públicos não são infinitos e quem está na governação tem de definir prioridades, e que não se consegue chegar a tudo o que se pretende, quando e como se quer.

Luis Silveira aproveitou a oportunidade para lembrar que Santo Amaro, na sua opinião, foi uma Freguesia muito esquecida nas últimas décadas, uma Freguesia que estava envelhecida, em termos de infraestruturas e espaços públicos, onde as acessibilidades e os espaços e edifícios das Instituições careciam de investimento, tendo o atual Executivo feito um esforço de ir colmatando essa lacuna com investimentos que começaram no Lugar do Toledo, com a criação e construção de um Centro de Atividades.

Lembrou o Edil que em breve será concluída também a obra do Caminho das Areias, assim como o pacote de pavimentações na Freguesia. O edifício da Sociedade Filarmónica também vai receber a sua conclusão, de acordo com o projeto elaborado pelo Gabinete Técnico do Município, dando assim condições à Filarmónica, aos seus Músicos e Sócios, e respetivas Famílias, mas também à Freguesia que ficará com um espaço condigno para a realização do mais diverso tipo de eventos.

DL/CMV

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário