Unidade de Saúde de Lagoa promoveu sessões de promoção de Segurança Infantil

A Unidade de Saúde de Lagoa, tendo em conta a promoção da Segurança Infantil, promoveu uma série de ações no âmbito da sensibilização e consciencialização, tendo como público-alvo crianças, pais e motoristas de táxi das quatro “praças” do concelho de Lagoa, para a importância do Transporte Seguro de Crianças no automóvel.

O projeto AllFix – Todos Seguros, tem como principal objetivo realçar o papel dos pais e dos motoristas de táxi na prevenção de acidentes relacionados com a ausência ou incorreta utilização do sistema de retenção da criança no automóvel (SRC); transmitir informações sobre a correta utilização do Sistema de Retenção da Criança no transporte automóvel, promovendo o transporte seguro da criança.

Aproveitando as comemorações do Dia Mundial da Criança, os promotores da iniciativa realizaram sessões de Educação para a Saúde a crianças com idades compreendidas entre os 3 e os 5 anos de duas escolas da Lagoa, sobre a importância da utilização do SRC.

Foi ainda realizada uma sessão de educação para a saúde a um grupo de taxistas do Concelho de Lagoa sobre a importância e utilização do SRC, onde foi feita a entrega formal de três grupos de sistemas de retenção (cadeiras) de crianças para os táxis.

A entrega das cadeiras só foi possível com o apoio da autarquia local que as adquiriu e agora disponibiliza um espaço, perto das praças, onde estas poderão ser levantadas em caso de necessidade de utilização por parte dos taxistas.

Segundo as enfermeiras ligadas ao projeto, Graça Araújo (Enfermeira Especialista de Saúde Infantil e Pediatria), Maria José Goulart (Enfermeira Especialista em Saúde Comunitária) e Margarida Cymbron (Aluna de Especialidade de Saúde Infantil e Pediatria), as cadeiras para transporte de crianças no automóvel são, provavelmente, a medida de proteção mais importante para a criança viajar em segurança.

Segundo dados apresentados durante a sessão, os acidentes rodoviários são a maior causa de morte na infância e adolescência em Portugal. Em 2010 e 2011 morreram, em Portugal, 56 crianças e jovens até aos 17 anos na sequência de um acidente rodoviário. Neste período, mais de 9 mil crianças foram vítimas de um acidente de viação.

A questão de segurança das crianças é bem vista pelos profissionais de táxis mas acaba por ser controvérsia. José Augusto, representante do setor na Lagoa, vê o lado positivo da sensibilização, até porque as crianças devem estar em primeiro lugar. Contudo, estes profissionais dizem existir alguns inconvenientes, nomeadamente com a ocupação extra da viatura pela cadeira, o que diminui o número de ocupantes.

DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário