Única treinadora de futebol da Lagoa está no Santiago

Foto: DL

Dina Sousa treina 15 crianças da equipa dos Benjamins sub 10 do clube de Água de Pau

O treino começa no balneário. Sentados nos bancos de madeira, os jogadores, todos com menos de 10 anos, ouvem atentamente a treinadora. Dina Sousa, 27 anos, faz perguntas sobre o último jogo da equipa que dirige. É a única treinadora de futebol federada em funções no concelho de Lagoa. É natural de Água de Pau e foi o Santiago que escolheu há dois anos, para ficar, depois de ter passado pela escola do Benfica, em Ponta Delgada. O gosto pelo futebol, esse, nasceu cedo: “ sempre gostei de desporto, do futebol principalmente e a gente brincava lá na rua, como eu tenho uma família numerosa brincávamos todos com os vizinhos”, conta a pauense que desempenha funções, a tempo inteiro, como auxiliar de educação. Todas as semanas, duas vezes por semana, é ela quem orienta, define e dirige a equipa de Benjamins sub 10 do Santiago composta por 15 crianças dos 8 aos 10 anos, que quase todos os fins de semana tem jogos marcados.

“Custa-me sempre deixar jogadores de fora”
Afonso Baganha tem 8 anos e joga há dois na equipa pauense. Garante que só falta quando está doente e não esconde a referência, dentros das quatro linhas “o meu jogador preferido é o Neymar”. Sobre a treinadora, Afonso diz-se satisfeito com o desempenho da “mister”, sublinhando o incentivo que a equipa recebe, frequentemente: “antes dos jogos ela diz-nos para ter garra e para nunca desistirmos”. Dina Sousa diz que conciliar os estudos com o futebol é importante: “se quiserem seguir a carreira de desporto têm também de trabalhar nisso, tentamos sempre motivar esse aspeto”. A treinadora diz que a parte mais difícil do seu trabalho são mesmo as convocatórias: “como é uma equipa com disciplina e onde todos dão o seu melhor, essa é a parte mais díficil, escolher. Custa-me sempre deixar jogadores de fora”.

“Pode aparecer no Santiago mais um Cristiano Ronaldo”
Atualmente, o Santiago tem mais de 100 atletas nas camadas jovens. Presidente do clube de Água de Pau há 12 anos, Octávio Cabral, tem “muito amor ao futebol e ao clube”. O dirigente sublinha a importância do futebol para “os jovens sonharem e pode aparecer no Santiago mais um Cristiano Ronaldo, nunca se sabe onde está o ouro”, diz com um sorriso.
90% dos atletas do clube são de Água de Pau. O Santiago oferece o equipamento, com excepção das botas, e garante o transporte para os jogos mas não o consegue fazer para os treinos. Ainda assim, o Presidente diz que “está de portas abertas a quem quiser vir jogar para cá”. Sobre a única treinadora do clube e do concelho, Octávio Cabral diz que “ela trabalha muito bem, é uma treinadora incansável e além disso também faz parte da nossa direção”, conta ao Diário da Lagoa, o dirigente. O Presidente considera importante a presença das mulheres no futebol. Recorda que em tempos o Santiago “já teve uma equipa feminina, nós temos duas senhoras na nossa direção e no próximo mandato vamos incluir ainda mais uma”.

Sara Sousa Oliveira

(Reportagem publicada na edição impressa de março de 2020)

Categorias: Reportagem

Deixe o seu comentário