Últimos dados revelam volatilidade das margens dos produtores de leite

Parlamento-europeu@direitos-reservados

A edição de 2013 do relatório sobre as explorações leiteiras da UE, publicado pela Comissão Europeia, revela que os últimos cinco anos foram caracterizados por grandes variações nas margens dos produtores de leite de um ano para o outro.

Com base nos dados da rede de informação contabilística agrícola, o relatório fornece informações sobre as margens dos produtores de leite da UE de 2004 a 2011, bem como as estimativas para 2012.

A volatilidade pode também ser observada de um trimestre para outro no mesmo ano, tal como ilustrado no resumo da economia agrícola sobre a estimativa das margens do leite até 2013, também publicado hoje, que se centra na previsão das tendências mais recentes em termos de margens brutas a nível da UE 27, refere uma nota da Representação da Comissão Europeia em Portugal. 

O relatório revela que 2010 e 2011 foram dois anos positivos para os agricultores especializados na produção de leite (após o ano de crise de 2009 amplamente assinalado). Em média, na UE- 27, os produtores obtiveram um maior valor acrescentado líquido da agricultura por unidade de trabalho-ano do que em 2007 — o anterior nível mais elevado de rendimentos — graças à melhoria das margens brutas e a um aumento significativo da produção de leite.

O relatório mostra que, no setor do leite e dos produtos lácteos, a diferença entre a UE 15 («antigos» Estados‑Membros) e a UE 10 («novos» Estados-Membros) parece estar a diminuir gradualmente, quer em termos de margens brutas quer de rendimento dos agricultores, lê-se.

DL/RCEP

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário