Trilho interpretativo com recriação histórica acontece na Lagoa em setembro

© CM LAGOA

A Lagoa será palco de um trilho interpretativo com recriação histórica evocativa dos 500 anos do concelho a 11 de setembro, pelas 16h00, anunciou esta sexta-feira, 19 de agosto, a autarquia.

Trata-se de uma iniciativa da autarquia lagoense, em parceria com a Associação Criativa e Promotora de Eventos Culturais – Os Quiridos, da vila de Água de Pau.

De acordo com nota de imprensa enviada às redações, o trilho intitula-se «Viagem no Tempo – do Povoamento à Industrialização» e começa no adro da igreja Matriz de Santa Cruz, em virtude de ali ter existido uma lagoa que veio a denominar o concelho.

Na Avenida do Mar, ainda na freguesia de Santa Cruz, os atores “abordam a importância do Pastel, que durante os séculos XVI e XVII, foi uma das principais fontes de riqueza dos Açores. A viagem no tempo passa pela Relvinha até à ribeira, recriando o século XVII, onde ocorreu, em tempos, um naufrágio devido às condições adversas do mar”, revela a câmara municipal em comunicado.

O percurso segue pelo Complexo Municipal de Piscinas, “outrora Forte da Vila, um local de vigia importante, nos séculos XVI e XVII, onde os militares avistavam potenciais navios inimigos e comunicavam a quem devido para acionar a defesa, nomeadamente no Porto dos Carneiros”.

O Porto dos Carneiros, na freguesia do Rosário, será palco, também, da recriação histórica do século XVII. “Ali eram alertados os homens do mar para a eventualidade de um ataque aos navios e às cargas que estavam no porto, de forma a precaverem-se”, conta a autarquia.

O trilho interpretativo termina com a recriação histórica do século XIX, no percurso Portinho de São Pedro. “No local desembarcavam todos os carregamentos de barro para a antiga fábrica de cerâmica, sendo a localização estratégica, pela proximidade ao Portinho”.

A cena final conta com a participação de todos os atores reunidos, em espírito de festa, anunciando os 500 anos de vida do concelho de Lagoa, em que a autarquia “oferece um beberete a todos os presentes, com bolo e velas, abrilhantado com um momento de animação”.

“Toda a comunidade está convidada a participar nesta viagem no tempo, como forma de conhecer um pouco da história do concelho”, conclui a autarquia.

Categorias: Cultura

Deixe o seu comentário