Tempestade tropical com probabilidade de atingir Açores

© DL

A trajectória da tempestade tropical Wanda “apresenta uma elevada incerteza”, mas “a probabilidade de atingir directamente os Açores é baixa”, informou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Num comunicado enviado às redações, assinado pela meteorologista Patricia Navarro, da delegação dos Açores do IPMA, refere-se que, às 09h00 de hoje, e de acordo com o National Hurricane Center (NHC) de Miami, responsável pela monitorização dos ciclones tropicais no Atlântico, “a tempestade tropical Wanda encontrava-se a aproximadamente 1285 quilómetros a oeste dos Açores”.

“A trajetória desta tempestade apresenta uma elevada incerteza, no entanto a probabilidade de atingir diretamente os Açores é baixa”, lê-se no comunicado.

O IPMA alerta que, “nos próximos dias, permanecem as condições para a ocorrência de chuva forte devido a um sistema frontal quase-estacionário que está a afetar o arquipélago”.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou hoje sob aviso amarelo as nove ilhas dos Açores devido às previsões de chuva, por vezes forte.

Para as ilhas do grupo Central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial) já tinha sido emitido aviso amarelo até esta terça-feira, mas agora é prolongado até às 09h00 locais de quinta-feira, por se manterem as previsões de precipitação por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada.

O IPMA atualizou também esta manhã o aviso amarelo para as ilhas do grupo Ocidental (Flores e Corvo), devido à possibilidade de precipitação por vezes forte, até às 12h00 de quarta-feira.

No caso do grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria) o IPMA emitiu hoje aviso amarelo tendo em conta a possibilidade de precipitação por vezes forte, até às 18h00 de quarta-feira.

O aviso amarelo é o menos grave da escala e significa que existem riscos para determinadas atividades.

Lusa/ DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário