Log in

Constrangimentos na SATA Air Açores estão resolvidos, diz o Governo

© DL

A secretária regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, disse hoje que os “extraordinários e súbitos constrangimentos que afetaram” a operação da SATA Air Açores já estão resolvidos, “dando resposta às necessidades de todos os passageiros”, segundo comunicado do governo dos Açores.

“A SATA Air Açores está a operar com sete aeronaves, exatamente o número de aeronaves equivalente ao que a empresa dispõe para a operação inter-ilhas. Aliás, foi tudo resolvido em tempo recorde, e de acordo com o programado”, disse ainda a governante.

Perante a indisponibilidade de mais de 50% da frota, “na sua maioria por questões imprevistas e fortuitas”, foram encontradas “soluções imediatas e solidárias dentro do Grupo SATA, recorrendo à capacidade instalada e utilizando, também, aeronaves da Azores Airlines para acomodar em três voos mais passageiros do que em seis voos da SATA Air Açores”, lembrou Berta Cabral, acrescentando que “a própria Azores Airlines também teve os seus constrangimentos e imprevistos, alguns deles totalmente alheios à própria empresa, mas também neste particular a situação se encontra regularizada”.

Segundo a secretária, “não podemos estar a denegrir sistematicamente a imagem de um dos nossos ativos mais preciosos, pilar da nossa autonomia e instrumento fundamental para a nossa coesão e modo de vida. O que a empresa mais precisa neste momento é de tranquilidade para operar, garantir a mobilidade das pessoas e sair do fosso financeiro…”.

Berta Cabral avançou ainda que “a operação da SATA Air Açores, apesar da aeronave que reforçou a frota em 2022, já sente a pressão da procura. Isto é sintoma de um grande sucesso: o sucesso da operação da SATA, o sucesso do turismo e o sucesso da Tarifa Açores”.

A governante considerou que “temos conseguido superar esta pressão da procura com voos adicionais, com alargamento de horários e com investimentos seletivos, mas certamente que o futuro passará por novas soluções e inovações, tendo sempre presente o cumprimento da nobre missão de salvar a SATA e servir bem os açorianos”.