Situação de calamidade prolongada até 1 de agosto em 5 ilhas

Fonte: Google maps

O anúncio foi feito pelo Secretário regional adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares. Em Angra do Heroísmo, Berto Messias anunciou esta quarta-feira, 15 de julho, que “perante a evolução da situação da pandemia a nível global, e tendo em conta a abertura das ligações aéreas do exterior às ilhas de Santa Maria, São Miguel, Terceira, Pico e Faial, se justifica a manutenção da declaração da situação de calamidade pública”. 

Nas ilhas Graciosa, São Jorge, Flores e Corvo, é prolongada a situação de alerta até às 00h00 de 1 de agosto.

Nos próximos quinze dias, os eventos públicos realizados pelo Governo dos Açores mantêm-se cancelados. As piscinas cobertas, com excepção para a prática desportiva de alto rendimento, termas e spas também continuam encerrados. 

A política de testes obrigatórios à Covid-19 para quem chega aos Açores mantém-se a mesma até ao dia 1 de agosto. 

Todas as medidas em vigor, esclarece o executivo regional, podem ser revertidas ou anuladas a qualquer momento, tendo em conta a evolução da pandemia nos Açores. 

DL/GaCS

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário