Simulacro reforça importância de secção com meios de socorro na Lagoa

© CM LAGOA

Realizou-se no portinho de São Pedro, na cidade da Lagoa, um simulacro de salvamento aquático promovido pela associação humanitária dos bombeiros voluntários de Ponta Delgada, com o apoio da câmara municipal da Lagoa.

Frederico Sousa, vice-presidente da autarquia, esteve presente no simulacro e reforçou a importância da implementação de uma secção destacada dos bombeiros na Lagoa, com principal incidência nos meios de socorro e suporte náutico, como uma mota de água, uma viatura de apoio e uma ambulância.

De lembrar que a Lagoa é um dos cinco concelhos do país que não tem uma corporação de bombeiros, sendo por isso, e de acordo com o autarca, “urgente a criação de uma secção destacada na cidade com recursos que sejam os estritamente necessários e úteis para a melhoria da cobertura territorial.”

Frederico Sousa lembrou que “era importante uma ambulância, já que temos também, neste momento, o hospital internacional dos Açores a funcionar com serviço permanente de urgências.”

Além disso, aquando da assinatura do memorando de entendimento entre a câmara municipal da Lagoa e a associação humanitária dos bombeiros voluntários de Ponta Delgada, de forma a incorporar o nome da Lagoa na sua denominação, em abril passado, a presidente, Cristina Calisto, salientou que a autarquia estava disponível para cedência de um terreno para a instalação de uma secção destacada na Lagoa dos bombeiros voluntários.

Categorias: Local

Deixe o seu comentário