Sede da Confraria do Leite será montra da excelência dos laticínios dos Açores

Segundo o Secretário Regional da Agricultura e Florestas, a nova sede da Confraria do Leite dos Açores e polo interpretativo da Rota do Leite será um espaço de promoção e divulgação da excelência dos lacticínios produzidos na Região.

João Ponte, que presidiu à inauguração do novo espaço, frisou que, a partir de agora, na maior bacia leiteira dos Açores, a zona dos Arrifes, no concelho de Ponta Delgada, será possível aos visitantes ter uma perceção completa do ciclo do leite, desde a produção, à transformação, passando pela comercialização.

“A produção de leite na Região está bem estrutura e tem evoluído sem paralelo, quer em quantidade, quer em qualidade”, destacou o titular da pasta da Agricultura, acrescentando que, nos últimos quatro anos, apesar dos limites impostos à produção por algumas indústrias, houve um crescimento de 14%, enquanto a produtividade média, no mesmo período, aumentou 18%.

Para João Ponte, estes bons indicadores são o resultado do esforço e da experiência acumulada dos produtores de leite, dos investimentos que têm sido feitos na modernização das explorações, da aposta no bem-estar animal e da melhoria genética, das boas condições naturais e, sobretudo, porque “temos agricultores que gostam muito do que fazem”.

O Secretário Regional destacou que, em 2017, só na ilha de São Miguel, a receita bruta dos agricultores, onde se inclui a venda de leite às indústrias e as ajudas do POSEI, representou um montante global de 143 milhões de euros e o volume de negócios das indústrias de lacticínios desta ilha atingiu cerca de 260 milhões de euros.

Apesar da seca prolongada que se vive nos Açores, João Ponte revelou que, nos primeiros sete meses deste ano, comparativamente com o período homologo de 2017, a produção de leite cresceu 3,7% só na ilha de São Miguel, tendo atingido quase 260 milhões de litros.

O Secretário Regional anunciou ainda que abre esta segunda-feira um novo período de candidaturas ao prémio à instalação de jovens agricultores, no âmbito do PRORURAL+, com uma dotação de 450 mil euros.

Além da inauguração das novas instalações da Confraria e polo interpretativo da Rota do Leite, o programa incluiu ainda a entronização de dois novos confrades, um desfile etnográfico pelas ruas da freguesia dos Arrifes, um desfile de moda tendo por base o leite dos Açores e um churrasco de carne açoriana.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário