Santiago vê na inexperiência “o maior problema”

Santiago perde por 3-1 contra o Marítimo. Treinador Filipe Machado realça que faltou paciência e experiência

© HB

No passado domingo, 24 de outubro, o Santiago Futebol Clube perdeu em casa frente ao Marítimo por 3-1. O golo contabilizado para a equipa pausense foi apontado por Rúben Amorim.

O treinador vê a inexperiência e a falta de concentração, em alguns momentos do jogo, como “o maior problema dos resultados inesperados”, mas admite que “faz parte do processo evolutivo, a equipa técnica tem noção disso e estamos focados”, aponta.

Questionado pelo Diário da Lagoa (DL) sobre como serão os jogos daqui para a frente Filipe Machado comenta que o objetivo agora passa “por fazer o melhor possível em busca de bons resultados, baseados no trabalho fruto dos treinos”.

Em declarações ao DL, o treinador do Santiago faz um balanço inicial da época “positivo”. Para este campeonato comenta que “foi pedido à equipa técnica, trabalho e evolução” visto que o principal objetivo do clube “passa pela aposta em jogadores jovens”.

O treinador da equipa pauense diz que está confiante no futuro e que o grupo sabe o que quer, porém também sabe que “trabalhar em cima de vitórias é mais fácil do que nas derrotas, tentaremos, claro, dar o nosso melhor em todos os jogos”.

Machado conta que ontem “faltou-nos um pouco de paciência e concentração fruto da nossa inexperiência” e defende que podiam ter feito o 2-0 logo depois do primeiro golo sofrido, por intermédio de André Raposo. O jogador ficou isolado apenas com o guarda redes, mas não conseguiu finalizar a jogada.

O técnico não esconde que a maior dificuldade é a inexperiência da equipa e conta-nos que “nunca é como começa mas sim como acaba e impossível é não querer. Com trabalho, dedicação, empenho, gosto, concentração tudo é possível” deixando assim uma mensagem de esperança e empenho aos seus atletas.

DL

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário