Log in

Santa Clara sobrevive no prolongamento

© CD SANTA CLARA

O Santa Clara passa a ser o único representante açoriano na Taça de Portugal. A formação de Ponta Delgada foi a única das três equipas dos Açores que disputaram a terceira eliminatória da prova rainha do futebol português que logrou o apuramento para a ronda seguinte e, mesmo assim, precisou de horas extra para o conseguir.

Frente ao Vianense, 10.º e último classificado do grupo A da Liga 3, o Santa Clara só carimbou a qualificação no prolongamento, depois de 0-0 no final dos 90 minutos regulamentares. Numa manhã chuvosa e ventosa, os golos de Paulo Henrique (100 minutos) e Ricardinho (120+2), selaram a teórica superioridade do conjunto açoriano.

Pelo caminho ficaram Rabo de Peixe e Lusitânia. O emblema da vila piscatória recebeu e perdeu com o Casa Pia por 0-2 na tarde deste sábado, enquanto no sábado, em Angra do Heroísmo, os leões da rua da Sé foram goleados pelo campeão português, Benfica, por 1-4.

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.