Log in

Santa Clara perde a invencibilidade na segunda Liga

© CD SANTA CLARA

O Mafra levou a melhor sobre o Santa Clara em dia de Reis, este sábado, 6 de janeiro, ao bater os açorianos no Estádio de São Miguel pela margem mínima, 0-1, para a Liga Portugal 2 SABSEG, sendo que o golo surgiu já nos descontos de um jogo sem grandes oportunidades.

O derradeiro momento para marcar só surgiu aos 10 minutos de jogo num cabeceamento do defesa encarnado Luís Rocha, de 37 anos, mas sem sucesso.

O clube açoriano treinado por Vasco Matos manteve o domínio de jogo sobre o Mafra e aos 22 minutos Lucas Soares obrigou o guarda-redes da equipa visitante a exibir as suas capacidades ao evitar o pior.

A equipa do distrito de Lisboa viu o apito para o intervalo soar sem que tenha conseguido impor-se no jogo.

Já na segunda parte, e somente aos 69 minutos, a equipa treinada por Silas, num livre direto, batido pelo pé de Diogo Almeida viu a barra do guarda-redes Gabriel Batista estremecer na sua primeira grande possibilidade de golo.

Já nos descontos, aos 90+3 minutos, e outra vez pelo jogador com número nove às costas, Diogo Almeida, fez a bola ultrapassar a linha de golo, após um cruzamento de Mesaque Dju, dando a vantagem aos amarelos e verdes. O camisola nove não hesitou frente ao guardião da equipa açoriana.

A equipa da vila de Mafra mantém a sétima posição na tabela classificativa, com 24 pontos, depois de uma derrota em casa com o AVS por 2-0, enquanto o Santa Clara vê o primeiro lugar fugir à 16ª jornada, passando a terceiro, com 33 pontos, ficando a um ponto do AVS, agora líder do campeonato com 34 pontos.

João Gonçalves da AF Porto foi o arbitro de jogo.

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CAPTCHA ImageAlterar Imagem