Ribeira Grande e Vila Franca vão ter 75 casas para arrendamento acessível

Foto: DR

Através do modelo de rendas acessíveis, vão ser disponibilizadas 75 habitações nos concelhos de Ribeira Grande e Vila Franca do Campo.

“Nestes últimos quatro anos, cerca de 4.500 famílias dos Açores viram a sua habitação melhorada, em termos de condições de habitabilidade, num montante de investimento público que ascende a cerca de 45 milhões de euros”, salientou Vasco Cordeiro, no segundo dia da visita do Governo a São Miguel.

O Presidente do Governo falava em Santa Bárbara, concelho de Ponta Delgada, na cerimónia de atribuição de apoios à recuperação de habitação degradada, no âmbito do programa ‘Casa Renovada, Casa Habitada’, e de assinatura de acordos com juntas de freguesia e instituições de solidariedade social para a eliminação de barreiras arquitetónicas, que ascenderam a cerca de 430 mil euros.

Está em fase de conclusão o processo que vai permitir, em Vila Franca do Campo e na Ribeira Grande, disponibilizar um conjunto de imóveis a 75 famílias que delas necessitem.

Além disso, já foram lançados os concursos para atribuição de quase uma centena de lotes e o Governo vai avançar com mais um pacote de 44 novos lotes em sete ilhas da Região, que serão disponibilizados em breve para autoconstrução, disse Vasco Cordeiro, ao destacar, por outro lado, a lei conhecida como ‘Chãos de Melhoras’, que permitiu a cerca de 600 pessoas de freguesias do concelho de Ponta Delgada ver resolvida um impasse que se arrastava durante décadas, ao nível da sua situação habitacional.

Na sua intervenção, o Presidente do Governo anunciou também que está em fase de conclusão a Agenda para a Habitação, um documento que vai permitir fazer um “planeamento ainda mais cuidado e uma programação ainda mais cuidada de tudo aquilo que falta fazer” nesta área, sempre na perspetiva de assegurar o direito a uma habitação condigna aos Açorianos.

DL/GaCS

Categorias: Regional

Comentários

  1. Elisabete 6 Agosto, 2020, 19:48

    tou a levar uma vida num despero tenho 4 filhos e uma bebé tudo a dormi num quarto já não aguentava mais pus minhas filhas a dormi com os tios no mesmo quarto tios mais velhos minha filha e diabética tipo 1 precisa de privacidade não tem fui pedir ajudas as técnico do rendimentos aos prisedentes a habitação já fui a todo lado minha vida ta muito complicada vivo na casa dos meu pai tive motivos nem assim me ajudaram preciso de uma casa para minha família porque já não aguento viver mais assim com a minha família

    Responder a este comentário
  2. zelia rebelo 6 Agosto, 2020, 12:39

    Pois agora somos 4 eramos 5 mas meu filho mais velho ja mira com a namorada pok nao tenho habitação necessária para todos e ele sugeitou se a ir morar com ela.
    Moro num t 0 1 quarto cozinha e casa de banho sem janelas sem arejamento com 3 menores 16anos 6anos e 2anos eu w meu marido muito complicado.😭😭😭

    Responder a este comentário
  3. Jéssica 6 Agosto, 2020, 09:31

    Somos 5 e moramos num anexo sem condições algumas , com 3 crianças num T1 sem janelas nem nada de concreto e sendo que estou grávida do quarto como posso proceder a esta ajuda ?

    Responder a este comentário
  4. Joana 5 Agosto, 2020, 18:42

    Preciso de ajuda, pois estive a morar numa tenda duas semanas.
    As casas as rendas estão muito caras, está impossível encontrar casa

    Responder a este comentário
  5. Micaela Martins 5 Agosto, 2020, 16:57

    Deviam também devia ser na freguesia da lagoa muitos nececitam de uma casinha eu falo pro mim

    Responder a este comentário
  6. Diana 5 Agosto, 2020, 13:05

    O que devia de ser é cada freguesia a entregar casas a pessoas que residência nas suas freguesias.. tanto como jovens ou mais idade precisa de um teto, porque metade de jovens sao os que mais trabalha no meu caso tenho emprego e uma filha dorme comigo e com um irmão meu no mesmo quarto, va crescendo e nao tenho espaço. Ja fiz de tudo para ter uma casinha ou apartamento nao escolho.

    Responder a este comentário

Deixe o seu comentário