Ribeira Grande assinala data da morte de Gaspar Fructuoso

© CMRG

A câmara da Ribeira Grande assinalou a data do falecimento de Gaspar Fructuoso, historiador, sacerdote e humanista açoriana que se destacou pela autoria da obra “Saudades da Terra”, livro que apresenta uma detalhada descrição histórica e geográfica dos Açores, Madeira e Canárias, fazendo dele um verdadeiro cronista insular.

As cerimónias começaram com a colocação de uma coroa de flores junto ao mausoléu de Gaspar Frutuoso, no cemitério da Nossa Senhora da Estrela, momento que contou com a presença da secretária regional da Educação, Sofia Ribeiro, e com a guarda de honra dos bombeiros voluntários da Ribeira Grande.

De seguida, teve lugar uma missa campal junto à estátua de Gaspar Fructuoso, no largo com o seu nome, seguida de uma palestra de Mário Moura, terminando as cerimónias com uma gala lírica no Teatro Ribeiragrandense.

O presidente da câmara da Ribeira Grande, Alexandre Gaudêncio, destacou a importância das comemorações. “Ao longo do ano temos vindo a organizar vários momentos evocativos dos 500 anos do nascimento de Gaspar Fructuoso. Preservar a sua memória é determinante para que os mais jovens possam saber quem foi e o que fez. É, para nós, ribeiragrandenses, uma figura que merece ficar perpetuada no tempo”, disse.

As comemorações dos 500 anos de Gaspar Fructuoso vão continuar com um seminário sobre a sua vida e obra, que decorrerá em outubro e com o relançamento de um concurso literário.

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário