Recuperação do Cine Teatro Lagoense concluída em outubro

FOTO DR

A Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto, juntamente com o executivo camarário, acompanhou os trabalhos que se encontram a decorrer no Cine Teatro Lagoense Francisco D’Amaral Almeida, cuja recuperação está a ser realizada em duas fases.

Numa primeira fase, a autarquia procedeu à colocação de um novo sistema de ar condicionado em todo o edifício. Numa segunda fase, foi dado ênfase ao  exterior, estando, neste momento, a ser ultimadas as pinturas da fachada do edifício, situado no centro da freguesia de Nossa Senhora do Rosário, prevendo-se a sua conclusão para finais do mês de outubro.

De acordo com Cristina Calisto, “esta era uma obra necessária, uma vez que este equipamento foi totalmente recuperado já fez duas décadas e apresentava uma condição que requeria uma beneficiação ao nível da ventilação do ar e de pintura”. Ainda acrescentou que, “é de realçar o facto de ser um importante equipamento cultural da cidade e utilizado diariamente por grupos culturais, instituições e escolas e a sua requalificação será por isso uma mais valia para a vida social e cultural dos lagoenses”.

O Cine Teatro Lagoense foi inaugurado em 1913, onde nesta altura apenas existia uma sala de espetáculos do género na ilha de S. Miguel, o Teatro Micaelense. O fundador do Cine Teatro, Francisco d’Amaral Almeida, nasceu na freguesia de Nossa Senhora do Rosário, em 25 de dezembro de 1873. Filho de José Pacheco do Amaral (1845-1927) e de Quitéria Filomena Almeida (1843-1922). Foi Presidente da Câmara Municipal da Lagoa em 1931. Francisco d’Amaral Almeida foi um homem culto, interessado no desenvolvimento e progresso da sua terra. Criou o Eden Park, em 1917, no Portinho de S. Pedro, com vários espaços de lazer e locais para atividades desportivas. Foi simpatizante do S. Pedro Sport Club. Desenvolveu atividades de pintura, escultura, jornalismo e fotografia. Mas, a sua maior obra foi, sem dúvida, a edificação do Cine Teatro Lagoense. Faleceu em 24 de julho de 1948, com 74 anos.

O Cine Teatro Lagoense Francisco D’Amaral Almeida é considerado pela autarquia um dos mais importantes edifícios a nível cultural na cidade da Lagoa, acolhendo anualmente vários espetáculos nas áreas do teatro, cinema, música, eventos, conferências, palestras e outros encontros a nível regional e nacional.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário