Quinta da Paródia na Lagoa prevê abertura de portas este verão

© CML

A Presidente da Câmara Municipal de Lagoa visitou as instalações do projeto Quinta da Paródia, situado na Canada das Mercês, freguesia de Nossa Senhora do Rosário, Lagoa. Os proprietários deste projeto inovador, na ilha de São Miguel, pretendem abrir portas ainda este verão, com atividades para miúdos e graúdos, em contato com a natureza e os animais.

As obras de alargamento na Canada das Mercês, no lugar da Atalhada, permitiram um melhoramento nas acessibilidades rodoviárias ao projeto Quinta da Paródia – Parque Rural de Entretenimento Educativo, um investimento que contempla um terreno num total de quase 43 mil metros quadrados. Este projeto visa a abertura de uma exploração agrícola ao público com o fim de oferecer serviços recreativos, de entretenimento educativo e produtos agroalimentares produzidos de acordo com os princípios da agricultura biológica.

A presidente da Câmara Municipal de Lagoa teve a oportunidade de conhecer, assim, o espaço de lazer visitável, que inclui uma loja, uma sala de atividades destinada ao público infanto-juvenil, onde poderão ser realizadas festas de aniversário e outras atividades lúdicas, como workshops e ateliers, compreendendo zona de cacifos, casas de banho e uma cozinha pedagógica. Durante a visita, a proprietária da Quinta da Paródia, Sofia Brandão Borrego, revelou que a intenção é abrir portas ainda este verão.

O projeto tem no seu espaço exterior o seu conceito diferenciador, visto que compreende uma zona recreativa onde os mais novos, e também as famílias, poderão viver experiências únicas em meio rural e ter acesso a alimentos saudáveis produzidos localmente.

Proporcionar a diversão em contacto com a natureza, a observação e participação em atividades diárias e próprias de uma quinta, interagindo com os animais domésticos, como vacas, porcos, ovelhas, cabras, burros, cavalos, patos, coelhos entre outros, descobrindo os ciclos dos produtos de origem animal e vegetal é um dos grandes propósitos deste espaço. Os passeios de pónei, pela zona de mata florestal, será também uma das atrações deste parque. Outras atividades pedagógicas e recreativas, como campos de férias e visitas escolares, estão também previstas na Quinta da Paródia.

© CML

De salientar que, o projeto é financiado pelo PRORURAL+, e representa um investimento de mais de meio milhão de euros. Para Cristina Calisto, “a Quinta da Paródia, será mais um motivo de atração à Lagoa, por via de um espaço que contribuirá para a ocupação dos tempos livres, convívio familiar e promoção de estilos de vida saudáveis, estreitando, principalmente, as relações entre a agricultura, a sociedade e, favorecendo uma maior consciência ambiental. Efetivamente, trata-se de um projeto inovador na ilha de São Miguel que aumentará a acessibilidade da população a serviços essenciais à comunidade, contribuindo para melhorar a qualidade de vida dos mesmos e tornando-se uma atratividade da zona, que certamente, irá promover o turismo lagoense.”

Por outro lado, o investimento permitirá recuperar e tornar visitável um prédio, florestal e agrícola, de reconhecido valor estético, paisagístico, social e cultural, situado na área norte da freguesia de Nossa Senhora do Rosário, caracterizado pelo emparcelamento rural com muros de pedra de grande altura e alinhamentos pétreos de compartimentação dos solos construídos outrora para proteger as culturas, contribuindo, desse modo, para a promoção da identidade cultural e histórica do local.

DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário