Postos de Atendimento Agrícola nos Açores prestam serviço de proximidade e de grande utilidade aos agricultores

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte revelou, na inauguração do Posto de Atendimento Agrícola das Sete Cidades, que foram realizados nos Postos de Atendimento Agrícola dos Açores perto de 200 mil movimentos em 2017, o que dá nota da importância para os agricultores dos serviços prestados nestes postos, que são de proximidade e de grande utilidade e que facilitam a vida aos agricultores, nas mais diversas dimensões relacionadas com a atividade agrícola.

O governante açoriano anunciou, ainda, que em agosto, será lançado o concurso público para a remodelação do caminho agrícola dos Arrebentões, um investimento de 500 mil euros.

Na freguesia das Sete Cidades, onde estão registados 1759 animais, há cerca de uma centena de agricultores, dos quais 40 são produtores de leite, que ficam a partir de agora com a vida facilitada com a abertura deste Posto de Atendimento Agrícola, que corresponde ao cumprimento de um compromisso do Governo Regional, de uma pretensão da Junta de Freguesia e dos agricultores.

Nos Postos de Atendimento Agrícola é possível receber apoio técnico para a realização de tarefas administrativas a que os produtores estão legalmente obrigados, como sejam os registos de movimento (compra, venda, abate, nascimento e óbito de animais) e a emissão de guias de transporte.

Além disso, podem ser efetuadas candidaturas, por exemplo, ao Programa de Apoio à Modernização Agrícola e Florestal (PROAMAF), criada a identificação do beneficiário, atualizar parcelares e emitir passaportes para os animais.

Os Açores têm, presentemente, mais de quatro dezenas de Postos de Atendimento Agrícola localizados em sedes de cooperativas, Juntas de Freguesia e nos Serviços de Desenvolvimento Agrário de várias ilhas.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário