Paulo Moniz questiona ministro sobre estratégia para diminuir o custo dos cereais

© PSD

O deputado à Assembleia da República, Paulo Moniz, quer saber que estratégia tem o governo para atenuar “o impacto do aumento de custos e bloqueio nos corredores de escoamento e distribuição de cereais.” Paulo Moniz questionou o ministro dos Negócios Estrangeiros, em audição na Comissão dos Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas da Assembleia da República.

Ao parlamentar social-democrata, eleito pelo círculo dos Açores, causa “bastante apreensão” as repercussões destes entraves e aumentos de custos que afetam também os Açores”, frisou. Nesse sentido, acrescentou, “há que saber que estratégia o que o governo da República pretende adotar em relação aos crescentes custos decorrentes da situação provocada pela guerra na Ucrânia”.

“Gostaríamos de saber não só na dimensão humanitária, porque naturalmente esta privação de cereais é privação de bens essenciais para muitos povos que passam fome, mas no nosso caso, para além desta dimensão humanitária, estamos extraordinariamente preocupados com o impacto da subida de preços de rações e de alimentação essenciais à nossa fileira agropecuária e à nossa capacidade de mantermos os custos controlados”, sublinhou Paulo Moniz.

O deputado açoriano na Assembleia da República lembrou, a propósito, que “no passado recente os custos têm vindo a subir e a criar uma pressão muito grande sobre os produtores açorianos, que se vêm a braços, cada vez mais, com dificuldades de controlo de custos de produção”, indicou.

Paulo Moniz não tem dúvidas que “estamos numa situação de impasse e isso vai provocar necessariamente e novamente uma subida de preços dos cereais e de toda a cadeia de valor a eles inerentes”, advertiu ao ministro dos Negócios Estrangeiros.

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário