Operário com novos reforços a duas semanas dos jogos oficiais

Operario-reino-ago-2014

O Clube Operário Desportivo conclui este sábado duas semanas de trabalho, no âmbito da preparação da época que está prestes a ter o seu início, nomeadamente a 24 de agosto. 

A duas semanas dos jogos oficiais, o técnico da equipa principal dos fabris faz um balanço positivo do trabalho desenvolvido até ao momento. 

André Branquinho, em declarações ao jornal Diário da Lagoa, considera que têm sido duas semanas muito positivas, com uma capacidade de entrega de todo o plantel, apesar de serem jovens, tendo estes demonstrado uma grande entrega e espírito de sacrifício pela equipa, com treinos com intensidade muito boa e de qualidade acima da média. 

O técnico do Operário adianta que já deu para perceber que haverá qualidade no plantel apesar da jovem idade de muitos dos jogadores. 

André Branquinho diz que foram duas semanas de trabalho que deram para elevar o os próprios níveis de confiança, embora reconheça que foram duas semanas ainda sem jogos, sabendo que o grau de dificuldade será maior com o adversário pela frente. 

Quanto ao plantel, entretanto o site oficial do clube avança com a vinda de três novos reforços, na próxima semana, Ângelo, Aires e Léléco. 

São três reforços que darão mais equilibro ao plantel, sendo que a equipa fica com mais opções, considera o técnico dos fabris. 

Ângelo Rego é lateral, tem 23 anos, e na última época vestiu a camisola do Pinhalnovense. 

Outro dos reforços é Aires Rocha, um central de 25 anos que atualmente estava no Recreativo da Caála, em Angola. 

O terceiro reforço a apresentar na próxima semana é Edson Baessa (Léléco), o médio ofensivo, de 24 anos, jogou na época transata no Juventude de Évora. 

Segundo André Branquinho são três jogadores que vão dar mais equilíbrio e mais opções ao que considera continuar a ser um reduzido plantel, e diz estar convencido que serão opções válidas para o clube da Lagoa. 

Contudo o Operário continua no mercado à procura de um ponta de lança, posição que, ao ser preenchida, deverá fechar o plantel. 

André Branquinho adiantou ainda que os reforços foram analisados com calma e rigor, tentando apostar na qualidade e na capacidade humana dos jogadores. O técnico dos fabris refere que nas duas semanas de trabalho foi possível observar que, no Operário, estão jogadores que querem trabalhar e honrar o emblema fabril, sendo esta a principal obrigação da equipa do Operário.

DL

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário