O “número imenso de casos” nos Açores “não corresponde à gravidade da doença”

© SRSD

O “número imenso de casos” que o arquipélago dos Açores regista até esta sexta-feira, 4 de fevereiro, “não corresponde à gravidade da doença, havendo, em termos de internamentos, 0,4% de internados e em cuidados intensivos uma percentagem de 0,04%”, disse o secretário regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses.

“Se tivéssemos a mesma proporção de internamentos que tínhamos há um ano, havia mais de 700 internamentos e em cuidados intensivos 256 pessoas”, frisou o secretário regional da Saúde e Desporto.

Clélio Meneses falava em Ponta Delgada, cidade que acolheu ontem, uma conferência destinada a profissionais de saúde que antecipou uma nova fase da pandemia de covid-19 nos Açores.

Promovida pelo secretaria regional da Saúde e Desporto, a conferência “Pandemia Covid-19 – Nova Fase” pretendeu “recolher um conjunto de contributos que estão a consolidar o conhecimento” para se tomarem “decisões de acordo com uma nova fase da pandemia”, disse Clélio Meneses.

A reunião juntou especialistas nacionais em saúde pública, investigadores, delegados de Saúde e responsáveis pelas unidades de saúde de ilha de todo o arquipélago. Assistiram, como convidados, representantes dos grupos parlamentares da Assembleia Legislativa Regional dos Açores.

“Vão ser tomadas decisões nos próximos dias, no sentido de adequar” estas medidas “ao atual estado da pandemia”, adiantou o governante, falando à margem da reunião.

“Temos de orientar os recursos para aquilo que verdadeiramente é importante”, frisou ainda.

“Temos 99,6% dos casos positivos que não precisam de cuidados hospitalares e grande parte estão assintomáticos ou com sintomas ligeiros, por isso a nossa orientação é para que todos os que sejam assintomáticos fiquem em isolamento profilático durante cinco dias” podendo ser considerados recuperados “se no final deste período de tempo continuarem assintomáticos”.

O secretário regional da Saúde e Desporto adiantou também a disponibilização na próxima semana de “outras duas modalidades na plataforma informática relativas a declarações de isolamento para os coabitantes e alta automática para assintomáticos ao quinto dia após a identificação da infeção”.

Clélio Meneses adiantou ainda que a vacinação para maiores de 18 anos vai ser antecipada, de modo a arrancar na próxima segunda-feira.

Pedro Simas, Vítor Rodrigues e Gustavo Tato Borges foram os especialistas convidados para a conferência promovida em Ponta Delgada pelo Secretário Regional da Saúde e Desporto.

DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário