Log in

Nordeste aposta na transição digital

© CM NORDESTE
pub

A câmara do Nordeste realizou uma sessão pública de apresentação do processo de transição digital dos processos referentes a urbanismo, que deixarão de existir em papel, após um prazo de adaptação dos serviços internos da autarquia, de cerca de um mês, ao qual se seguirá um período de adaptação para munícipes, com a duração de aproximadamente dois meses.

Concluídos estes prazos, todos os requerimentos, licenciamentos e restantes processos respeitantes a obras, passarão a formato digital, através de portal próprio que será disponibilizado na página eletrónica do município.

Logo que o portal esteja disponível para acesso público, será comunicado aos munícipes, informou o vice-presidente da autarquia, Marco Mourão, na sessão de esclarecimento público, tendo sublinhado que o serviço de Obras e Urbanismo da câmara do Nordeste continuará disponível para apoiar requerentes com mais idade e com dificuldade em trabalhar com meios eletrónicos, assim como, a quem não disponha de equipamentos informáticos, e qualquer pessoa que necessite de ajuda para a instrução dos processos.

Para a sessão de esclarecimento, a câmara convidou a população e todas as empresas do setor da construção e urbanismo para um primeiro contacto com a nova plataforma que permitirá a desmaterialização dos procedimentos urbanísticos, passando estes a ser realizados inteiramente, e com maior celeridade, por via digital.

Para requerentes e técnicos, tal significa que todas as comunicações e a entrega de todos os documentos poderão ser efetuadas pela internet, evitando deslocações e com significativas poupanças ao nível do consumo de papel.

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.