Nível de risco diminui na Lagoa e aumenta em Ponta Delgada

© DL

O concelho de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, Açores, passou hoje do nível de risco médio para médio alto no contexto da pandemia de covid-19, enquanto o município de Lagoa passou do nível alto para muito baixo.

De acordo com o boletim de risco semanal, a ilha de São Miguel está ainda com níveis de muito baixo risco nos concelhos do Nordeste e da Povoação, e de baixo risco na Ribeira Grande e em Vila Franca.

Ponta Delgada regista hoje 90 casos positivos ativos, segundo os dados divulgados. Este número é de 124 na totalidade da ilha de São Miguel e há ainda um caso ativo na ilha Terceira, em Angra do Heroísmo, pelo que o total de casos ativos na região é de 125.

O nível de médio alto risco aplicado agora a Ponta Delgada implica, entre outras medidas, a limitação de ajuntamentos na via pública a um máximo de quatro pessoas (exceto se forem do mesmo agregado) e o fecho da restauração e estabelecimentos similares às 20:00 (com capacidade máxima por mesa de quatro pessoas, exceto no caso de serem do mesmo agregado), podendo funcionar depois, até às 22:00, nas modalidades de entrega ao domicílio e take-away.

A escala de risco utilizada pela Região Autónoma dos Açores tem cinco níveis: muito baixo, baixo, médio, médio alto e alto.

Todos os concelhos das restantes ilhas do arquipélago apresentam níveis de risco muito baixo, como na semana passada.

Desde o início da pandemia foram diagnosticados 4.117 casos positivos de covid-19 nos Açores, morreram 29 pessoas e recuperaram da doença 3.855 pessoas.

Foram extintas 199 cadeias de transmissão local.

O boletim semanal indica também que até hoje foram realizadas nos Açores 382.020 análises para despiste da covid-19.

“Desde 31 de dezembro passado e até 19 de março, 37.687 pessoas com 15 ou mais anos foram vacinadas no arquipélago (24.591 com a primeira dose, 12,14% da população; 13.096 com a segunda dose, 6,46% da população), no âmbito da primeira fase do Plano Regional de Vacinação”, é referido.

O diretor Regional da Saúde, Berto Cabral, e o presidente da Comissão Especial de Acompanhamento e Controlo da Pandemia nos Açores, Gustavo Tato Borges, vão anunciar hoje à tarde a atualização da situação epidemiológica na região, bem como anunciar novas medidas de contenção e combate à doença.

Lusa/ DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário