“Motivação do Governo é fazer sempre mais e melhor pelos Açores, com os Açorianos”

O Vice-Presidente do Governo afirmou, na Horta, que “hoje como ontem” a ambição e a motivação do Executivo Regional para o futuro é “fazer sempre mais e melhor pelos Açores, com os Açorianos”, destacando os resultados já alcançados ao nível do aumento do emprego, da redução do desemprego e do crescimento económico, acima das médias nacionais.

“O que até agora conseguimos em conjunto com os trabalhadores Açorianos e com as nossas empresas, constitui uma motivação para reforçarmos o esforço no sentido de conseguir mais e melhor”, frisou Sérgio Ávila numa intervenção na Assembleia Legislativa.

Para o titular das pastas do Emprego e Competitividade Empresarial que falava no âmbito de uma interpelação ao Governo Regional sobre crescimento económico e criação de emprego, o “novo período de esperança e confiança” que se vive na Região e no País assenta “na retoma económica que importa agora reforçar, tendo, sempre, em vista o crescente desenvolvimento sustentado e sustentável da nossa Região.

Referindo indicadores que são certificados e utilizados a nível internacional, o governante destacou que “se em termos de crescimento económico se assiste a uma retoma da economia nacional, a verdade é que, o crescimento económico nos Açores” é, “superior ao verificado no País nos últimos dois anos”.

Ou seja, sublinhou, “a nossa economia está a crescer a um ritmo ainda superior ao que se verifica no País” e o crescimento económico “já atingiu nos Açores 2,1% enquanto no país aumentou 1,4%”.

Em termos de emprego, Sérgio Ávila sublinhou que há atualmente mais 12.200 Açorianos empregados do que havia há apenas três anos e que a taxa de desemprego diminuiu para metade no mesmo período.

“E ainda ontem, o Instituto de Emprego e Formação Profissional, revelou que ocorreu uma nova descida do desemprego e que o desemprego nos Açores é o mais baixo desde 2011”, salientou, reafirmando que “estes resultados resultam de um esforço” feito “em conjunto com as empresas e com os trabalhadores Açorianos”.

Segundo o executivo regional, em termos de consumo privado, verificou-se o aumento de 4,9% dos levantamentos em multibanco no ultimo mês, face ao mesmo período ano anterior, e um aumento de 12% da venda de produtos alimentares.

Em 2016, registou-se um crescimento de 39%, da compra de habitações nos Açores, o dobro do verificado no restante País.

Também no sector da construção civil se verifica uma evolução positiva com as licenças de construção a aumentaram 14% no primeiro trimestre deste ano e o consumo de cimento em 27%, no mesmo período.

Ao nível do turismo, os proveitos do sector aumentaram 26,9% até abril deste ano e os proveitos do sector voltado a crescer 38,5%.

O próprio sector primário que ainda apresenta dificuldades conjunturais, começa este ano a registar também alguns indicadores mais positivos, nomeadamente o aumento do valor de comercialização dos produtos lácteos para fora da Região, que retomou o crescimento, com um aumento de 3%.

Além disso, sublinhou, “só este ano foram já constituídas mais 229 novas empresas nos Açores, o que representa um aumentou de 14,5% comparativamente ao mesmo período do ano passado, enquanto as insolvências diminuíram 25%, tendo sido apenas 18, este ano.”

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário