Missão arqueológica descobre casco da nau ‘Nossa Senhora da Luz’ junto à ilha do Faial

© CATARINA FAZENDA/OMA

Uma missão de arqueologia subaquática descobriu uma parte do casco da nau da carreira da Índia ‘Nossa Senhora da Luz’, que naufragou em novembro de 1615 junto à ilha do Faial. O observatório do mar dos Açores realçou que desde que o local do naufrágio foi redescoberto, em 1999, têm “sido levadas a cabo diversas campanhas de investigação e monitorização do sítio arqueológico.”

A descoberta de uma parte do casco da nau decorreu durante a última daquelas campanhas, que começou a 29 de agosto. “Foi feita uma descoberta particularmente relevante, com a identificação de parte do casco da nau, antes desconhecida, a aflorar na areia, um exemplo raro de um dos mais icónicos navios da era moderna”, explicou, em comunicado.

A nau ‘Nossa Senhora da Luz’ saiu de Goa em fevereiro de 1615, tendo naufragado a 7 de novembro do mesmo em ano, junto a Porto Pim, tendo muitos dos seus despojos dado à costa nos dias seguintes. Devido à “importância da carga”, na altura, a Coroa portuguesa organizou uma “gigantesca operação de salvados”.

Estima-se que “mais de 150 pessoas” tenham morrido naquele acidente. A campanha do OMA e da faculdade de Ciências Sociais e Humanas incluiu ainda o levantamento arqueológico do naufrágio do “Main”, um vapor inglês que também naufragou na baía de Porto Pim, em 1892. Esta missão enquadra-se nas atividades do projeto CONCHA, financiado pela Comissão Europeia no âmbito do “Maria Curie-Rise”, que pretende estudar as “cidades portuárias atlânticas da época moderna”.

A missão foi coordenada pelo observatório do mar dos Açores e pela faculdade de Ciências Sociais e Humanas da universidade Nova de Lisboa, com o apoio da escola do mar dos Açores e da direção regional dos Assuntos Culturais.

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário