Log in

Mergulhadores da Marinha identificam objeto suspeito na zona dos Açores

© D.R.
Os mergulhadores do destacamento de Mergulhadores Sapadores n.º 1 da Marinha Portuguesa, apoiados por mergulhadores que se encontram no comando da Zona Marítima dos Açores, realizaram, esta semana, uma missão de reconhecimento e avaliação de um objeto suspeito, junto ao ilhéu de Vila Franca do Campo, nos Açores.
 
De acordo com nota de imprensa enviada às redações pela Marinha, as diligências levadas a cabo “permitiram determinar com absoluta certeza de que o objeto suspeito não era uma mina, mas uma antiga boia de amarração.”
 
Após a minuciosa avaliação, a capitania do porto de Ponta Delgada procedeu ao levantamento das restrições à navegação que foram anteriormente impostas por razões de segurança.

Na operação estiveram envolvidas, entre outras entidades, a capitania do porto, a polícia marítima, a estação salva-vidas de Ponta Delgada que estabeleceram o perímetro de segurança no mar e na orla costeira, os agentes da Polícia de Segurança Pública que colaboraram no estabelecimento do perímetro de segurança em terra, o serviço regional de Proteção Civil, os bombeiros dos Açores, a direção regional da Saúde e a unidade de apoio do comando da Zona Militar dos Açores.

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.