José Pacheco pretende mais médicos para as famílias açorianas

© CHEGA

O Chega está preocupado com a falta de médicos de família nos Açores e com o atraso nas consultas de medicina familiar e para saber quantos açorianos não estão abrangidos pelos cuidados de saúde primários enviou um requerimento ao governo regional a solicitar esclarecimentos em relação a estas preocupações.

O deputado José Pacheco referiu que “os cuidados de saúde primários são fundamentais e de incalculável valor para o bem-estar dos utentes e para a qualidade de vida de toda a sociedade”, sendo essencial “uma aposta forte nos cuidados de saúde primários e em cuidados de proximidade.”

Para concretizar este objetivo, acrescentou o deputado do Chega, torna-se “essencial aumentar o número de médicos de família na região para uma total cobertura de utentes que possam beneficiar destes cuidados primários de saúde.”

José Pacheco acrescentou que “perante os sucessivos anúncios do governo regional para uma cobertura total de médicos de família nos Açores a médio prazo, o Chega pretende saber quantos utentes não dispunham de médicos de família até ao último dia de outubro deste ano.”

Além destes, pretende saber também “quantos açorianos dispõem atualmente de médico de família na região”, questionando o governo regional “para quando será possível uma cobertura total de profissionais de saúde para todos os açorianos?”

No mesmo requerimento, o deputado José Pacheco questionou o titular da pasta da Saúde acerca da contratação de novos clínicos de medicina geral e familiar para que se consiga atribuir um médico de família a cada açoriano.

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário