Inês Simas: 15 anos, sete internacionalizações e o Benfica aos pés

Inês Simas começou a jogar no Clube Futebol Pauleta FOTO DL

Desde os cinco anos que a bola não lhe sai dos dias. “Sempre tive o futebol na família, a minha irmã jogava, o meu pai era jogador e eu comecei cedo a gostar do futebol” começa por explicar Inês Simas ao Diário da Lagoa, no relvado que sempre a acolheu, na escola do Clube Futebol Pauleta, na Ribeira Grande.

A lagoense, que agora vive em Ponta Delgada, dentro de dois dias voa para Lisboa. Aos 15 anos deixa os pais em São Miguel para integrar a equipa feminina de sub-19 do Sport Lisboa e Benfica. “Foi muito difícil tomar a decisão de deixar a ilha, não estava à espera de ser tão cedo mas é uma oportunidade que eu quero agarrar e que espero que seja boa para o meu futuro”.

Jogadora foi contactada por dois dos três grandes FOTO DL

Benfica e Sporting disputam lagoense desde o ano passado
Inês tem sete internacionalizações e nos últimos 10 anos passou por três escalões da seleção nacional. A destreza com que conduz a bola em campo andava, há vários meses, debaixo de olho não só do Benfica mas também do Sporting. “Esses dois clubes queriam que ela fosse para Lisboa já o ano passado”, começa por explicar o pai, “nós fomos travando esta saída porque achávamos que era cedo demais mas não deu para segurar mais o interesse” tanto de um clube como do outro e sobretudo da própria Inês: “a vontade dela é muito grande de não querer perder a oportunidade e ir para um dos grandes e nós como pais só estamos aqui para lhe dar todo o apoio que ela precisa para voar”, sublinha Vitor Simas, professor de educação física na Escola Secundária de Lagoa, que desde cedo se ligou ao desporto e até ao ano passado esteve ligado à escola do Clube Futebol Pauleta. Inês avaliou as condições oferecidas tanto pelo Sporting como pelo Benfica e decidiu-se pelos encarnados.

Atleta vai ter tutora e três treinos por semana na Luz FOTO DL

Na Luz com tutora, escola, treinos e jogos
A maior viagem de todas para Inês arranca com os treinos a 7 de setembro. “Foi muito difícil tomar a decisão de deixar a ilha e a família, não estava à espera de ser tão cedo mas é uma oportunidade que eu quero agarrar e estou com vontade que comecem os treinos porque é no campo que me sinto bem e consigo fazer o que gosto”, garante a atleta. Inês Simas não tem dúvidas de que quer fazer história no futebol feminino mas garante que quer prosseguir com os estudos e é isso mesmo que vai fazer em Lisboa. Vai frequentar o secundário na capital e conciliar os três treinos da modalidade, no estádio da Luz, com os jogos ao fim de semana e o ginásio. A atleta vai viver com mais quatro colegas, todas de escalões do Benfica e uma tutora que vai ser também sua treinadora.  “Sabemos que vai custar e ela também sabe porque conhece o processo que se passou com a irmã que está a estudar nos Estados Unidos com uma bolsa de ténis mas é o sonho dela”, conclui o pai. Vitor Simas vê agora a segunda filha sair dos Açores para, também ela, cumprir o sonho de se dedicar ao desporto profissional. Do outro lado do atlântico o pai vai continuar a seguir e a vibrar com cada conquista das filhas.

Vitor Simas é pai de Inês e professor de educação física na Secundária de Lagoa FOTO DL

Sara Sousa Oliveira

Categorias: Desporto, Reportagem

Deixe o seu comentário