Inauguradas obras na Casa Paroquial e sede de escuteiros da Ribeira Chã

© CM LAGOA

Foram inauguradas ontem, 3 de junho, as obras de reparação e de beneficiação da Casa Paroquial da Ribeira Chã, pertença da Fábrica da Igreja, e que se encontrava degradada, anunciou a câmara da Lagoa.

De acordo com comunicado enviado às redações, trata-se de uma intervenção que “foi feita por administração direta pelos serviços operacionais da Câmara Municipal de Lagoa”. 

A autarquia apoiou, igualmente, as obras de requalificação de um espaço cedido pela Fábrica da Igreja, para a instalação da sede do agrupamento de escuteiros n.º 1333 da Ribeira Chã. A sede fica localizada num espaço anexo à igreja de São José. O agrupamento de escuteiros da Ribeira Chã, até então, não detinha nenhuma sede e funcionava em salas do centro de catequese e cultura da Ribeira Chã.

Na ocasião, aquando da inauguração das obras, a presidente da autarquia da Lagoa, Cristina Calisto, mostrou-se satisfeita por poder “presenciar um momento importante para a freguesia da Ribeira Chã”.

“É com orgulho que, hoje, podemos assistir a dois momentos simbólicos para esta freguesia e para a sua população. De resto, a Paróquia na pessoa do seu pároco João Martins Furtado tem sido um parceiro estratégico no desenvolvimento da freguesia e na implantação de equipamentos essenciais à comunidade, sendo bom exemplo, a casa mortuária da freguesia, também a funcionar num espaço pertença da igreja”, salientou Cristina Calisto.

O agrupamento de escuteiros n.º 1333 da Ribeira Chã teve a sua origem em 2005, tendo como principais impulsionadores Paulo Alexandre Sousa Teles e o Pe. Francisco Manuel Moniz de Melo.

DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário