Inaugurada a variante de São Roque em Ponta Delgada

© MIGUEL MACHADO

A variante de São Roque, no concelho de Ponta Delgada, ilha de São Miguel, foi este sábado, 19 de fevereiro, inaugurada pelo presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro.

Construída com cerca de 500 metros de extensão, a variante desenvolve-se a norte da estrada regional entre a Rua das Maricas e a zona adjacente ao Ilhéu de São Roque.

De acordo com nota de imprensa, a variante integra a construção de uma interseção giratória na vizinhança da escola EB/JI de São Roque. Como medida de redução da velocidade e aumento da segurança, possui uma faixa de rodagem de sete metros de largura e está ladeada por passeios de largura variável, com arborização para assegurar uma adequada integração paisagística.

Na ocasião, José Manuel Bolieiro, disse ser uma obra “há muito desejada” que vai garantir maior segurança rodoviária e “comodidade no lazer e passeio” dos cidadãos.

“A ambição das pessoas e das instituições” foi destacada pelo governante como decisiva para a empreitada se concretizar, sendo este um “sonho que parecia difícil de se realizar”.

“O que é preciso é que as instituições e os interesses, em vez de estarem de costas voltadas, possam encontrar denominador comum e oportunidades de coparticipação. E foi isso que finalmente se alcançou e se tornou possível o que era à partida muito difícil”, prosseguiu Bolieiro.

E concretizou: “Estas coisas fazem-se em progresso e concertação, da mesma forma que Roma e Pavia não se fizeram num dia”.

O presidente do Governo adiantou, ainda, que a variante homenageará o futebolista Pedro Pauleta, “um ilustre são-roquense que muito honra a freguesia, o seu povo e os Açores inteiros”.

O troço da atual estrada regional à qual se construiu a variante, tem agora sentido único exclusivo a moradores. Foi construído também um parque de estacionamento na extrema poente de São Roque que possui uma área de 1500 m2, para 40 lugares de ligeiros. O valor da obra ascendeu a 100 mil euros, tendo sido requalificado ainda o miradouro do Rosto do Cão.

Aquando dos reconhecimentos efetuados para elaboração do respetivo projeto de arquitetura, foram encontrados vestígios de estruturas militares enterradas, sendo possível confirmar que existira outrora no local uma estrutura fortificada no miradouro do Rosto do Cão, edificada em 1942.

Segundo o Governo regional, o objetivo geral da intervenção, consignada a 14 de maio de 2021 e que teve um custo final de 866 mil euros, foi a criação de uma alternativa viária à atual estrada regional, que atravessa a malha urbana e apresentava problemas de segurança relativa à circulação pedonal, devido à ausência de passeios.

DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário