Ilha de São Miguel regista sismo de magnitude 4,1

© DL

Foi registado um sismo na ilha de São Miguel, nos Açores, na madrugada desta segunda-feira, 18 de abril, tendo sido sentido em freguesias dos seis concelhos da maior ilha do arquipélago.

Segundo o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA), o sismo foi sentido pelas 5h57 locais, com a magnitude 4,1 (Richter), tendo o seu epicentro sido registado a cerca de 35 km a SE de Água Retorta, no concelho da Povoação.

O evento foi sentido com intensidade máxima IV/V (Escala de Mercalli Modificada) no Faial da Terra, em Nossa Senhora dos Remédios e nas Furnas, freguesias do concelho da Povoação, e nas freguesias de Ribeira Seca e São Pedro, em Vila Franca do Campo, e nas freguesias do Nordeste, Achada, Achadinha, Santana e Salga do concelho do Nordeste.

O abalo foi ainda sentido também com a intensidade IV nas freguesias de São Brás, Maia e Fenais da Ajuda, no concelho de Ribeira Grande e nas freguesias de Água de Pau e Nossa Senhora do Rosário na Lagoa.

No concelho de Ponta Delgada foi sentido com intensidade III/IV na freguesia de São Pedro.

Rui Marques, responsável pelo CIVISA, em conferência de imprensa na ilha de São Jorge, questionado hoje pelos jornalistas sobre se há uma ligação entre a crise sísmica naquela ilha e este sismo sentido em São Miguel, disse que o evento ocorreu na “fossa sismogénica da Povoação, que é uma das 50 zonas que o CIVISA monotoriza diariamente, 24 horas por dia”, acrescentando que esta “é uma zona que tem alguma recorrência de sismicidade, em que esta libertação de energia não se faz com sismos superiores a 4”.

“Por vezes temos a libertação dessa energia sob a forma de crises sísmicas, com sismos de menor magnitude, por vezes, com algumas dezenas ou centenas de sismos, mas é uma zona sismogénica que recorrentemente, anualmente até, tem este tipo de libertação de energia, quer com sismos de menor magnitude, quer com a ocorrência de sismos com magnitude ligeiramente superior”, concluiu.

DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário