Fotogaleria: I Feira de Ocupação de Tempos Livres na EBI de Água de Pau

Clique na imagem para ver as fotos.

A EBI de Água de Pau realizou, recentemente, a I Feira de Ocupação de Tempos Livres e que contou com a participação de instituições da freguesia.

A presidente do Conselho Executivo considerou ser esta uma boa estratégia para ser feita nesta escola, à semelhança do que é feito na EBI de Lagoa.

Segundo Joana Medeiros, esta é uma forma facilitadora das instituições da freguesia chegarem mais perto das crianças, de forma abrangente, mostrando o que têm para oferecer, que de outra forma, seria sempre um contato muito pontual.

Das várias instituições destaque para presença da Casa do Povo de Água de Pau, que mostrou as várias valências disponíveis, o Clube Desportivo Escolar, a Banda Filarmónica Fraternidade Rural, o Grupo de Escoteiros nº97 de Água de Pau e o Santiago FC.

Além destas instituições da freguesia, marcou também presença o Expolab, uma vez que existe uma parceria com a escola, no âmbito do Clube de Ciências e Tecnologias, e por ser uma instituição que facilita a própria deslocação das crianças interessadas em participar nas várias atividades que são desenvolvidas por este Centro de Ciência.

Joana Medeiros considera que as atividades extracurriculares são cada vez mais importantes, sendo uma maneira dos miúdos, nos seus tempos livres, de estarem ocupados, a aprender, a se divertirem, de forma lúdica e estarem orientados.

A docente recorda o projeto PIC – Parceria de Intervenção Comunitária – que tem vindo a promover estas atividades, mas até então era um trabalho individual de cada instituição.

Com a realização desta feira, as instituições deslocam-se assim à escola, sendo aliás um meio facilitador no contacto com os jovens, recorda a Presidente do Conselho Executivo da EBI de Água de Pau, ao Jornal Diário da Lagoa.

Joana Medeiros diz ser igualmente um estreitar de relações entre a escola e as instituições da freguesia, promovendo assim um trabalho conjunto, que tem levado a mudança na própria sociedade.

“Os problemas sempre existiram e vão continuar, mas assim é mais fácil tentar ultrapassar, porque há mais alguém, além da escola, a trabalhar para o mesmo”.

DL

Categorias: Educação, Local

Deixe o seu comentário