Greve dos estivadores alvo de requisição civil pelo Governo regional

Foto: DR

O Governo dos Açores requereu ao Governo da República o estabelecimento de serviços mínimos para o transporte marítimo de mercadorias entre o continente e a Região no período de 6 de julho a 10 de agosto, altura em que vigora o pré-aviso de greve do Sindicato dos Estivadores e da Atividade Logística (SEAL).

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas adiantou que já comunicou ao Ministério das Infraestruturas e Habitação aqueles que o Executivo açoriano considera que são “os serviços mínimos absolutamente indispensáveis, em termos de frequências e de capacidade de transporte de mercadorias para Região Autónoma dos Açores, como temos feito sempre”.

Ana Cunha recordou que, no anterior período de greve, os serviços mínimos que vieram a ser fixados foram “muito favoráveis, não se anteviam constrangimentos”, no entanto, a dada altura, foi necessário “pedir a intervenção do Ministério das Infraestruturas e Habitação para que acionasse a requisição civil, porque não estavam a ser cumpridos os serviços mínimos”.

A Secretária Regional adiantou ainda que, além do pedido de serviços mínimos já efetuado, é feito um acompanhamento e uma monitorização “frequente” junto dos operadores, “para saber o que é que transportam, que constrangimentos estão a sentir, se há uma diminuição de carga, se há uma diminuição dos prazos de entrega, diminuição no prazo da saída, constrangimentos à saída”, monitorizando, assim, todo o procedimento.

DL/GaCS

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário