Governo regional pondera recurso às Forças Armadas para abastecer as Flores

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas assegurou hoje que “tem estado a avaliar todas as alternativas de transporte possível, incluindo o recurso às Forças Armadas”, para abastecimento à ilha das Flores.

Em declarações aos jornalistas, Ana Cunha, adiantou que já foi contactado o Comando Operacional dos Açores (COA) que “coordena os três ramos das Forças Armadas, e que está a identificar os recursos que poderá afetar a um abastecimento extraordinário, porque se trata de um abastecimento excecional neste caso”.

A titular da pasta dos Transportes referiu que está a aguardar informação por parte do COA, mas acrescentou que, da parte do Governo dos Açores, “também estamos a fazer um levantamento daqueles que são os bens essenciais que é necessário levar para o Grupo Ocidental neste momento”.

Para já, afirmou a Secretária Regional, “certa é a vinda do ‘Malena’”, não havendo qualquer alteração à informação inicialmente divulgada de que o navio estará na Região a 10 de janeiro “e começará a carregar para seguir para as Flores, conforme o inicialmente programado”.

Ana Cunha salientou que também tem vindo a ser efetuado um acompanhamento da evolução das condições meteorológicas, “para ver se conseguimos uma janela de tempo que permita que o tráfego local faça um abastecimento intermédio, até ao abastecimento com o ‘Malena’.

A Secretária Regional conta ter quarta-feira, 7 de janeiro, desenvolvimentos sobre o abastecimento extraordinário.

DL/GaCS

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário