Governo pagou mais de 800 mil euros em apoios excecionais

© GRA

O governo dos Açores, através do Instituto de Segurança Social dos Açores (ISSA), já pagou mais de 800 mil euros em apoios excecionais, criados devido aos efeitos da inflação, revelou o vice-presidente, Artur Lima.

Foram apoiados 24.680 pensionistas com o apoio extraordinário de dez euros ao COMPAMID, tendo sido desembolsados cerca de 247 mil euros, enquanto 31.598 beneficiários do CAAF foram contemplados com um apoio excecional de dez euros, com o valor pago a ascender a perto de 316 mil euros.

Quanto ao apoio de vinte euros destinado às famílias beneficiárias da tarifa social de eletricidade, o mesmo teve por referência o mês de junho e permitiu abranger 12.202 agregados familiares. Com esta medida, foram despendidos 244 mil euros.

De acordo com o vice-presidente do governo, Artur Lima, estas medidas de apoio social temporárias serviram para “acudir às famílias mais vulneráveis devido ao aumento do preço dos bens essenciais.”

O governante reiterou que, a par das medidas sociais adotadas, o governo “agiu por antecipação em relação à inflação, o que permitiu que os açorianos tivessem mais rendimento disponível”, lembrando, como exemplo, a “isenção das mensalidades em creche”.

Em julho de 2022, o governo regional dos Açores aprovou, em Conselho do Governo, nas Velas, um conjunto de três medidas de apoio social para fazer face ao aumento da inflação e do custo de vida no arquipélago, decorrente do impacto da guerra no leste da Europa.

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário