Governo dos Açores reitera compromisso com a divulgação científica e tecnológica

O Diretor Regional da Ciência e Tecnologia que 2019 será o “ano da divulgação científica e tecnológica” na medida em que “serão implementados, na quase totalidade”, os programas Ciência na Escola, Ciência Cidadã, Ciência e os Media, Investigadores e Divulgação Pública de Ciência e Ciência e Sociedade, no âmbito do Plano de Ação para a Cultura Científica e Tecnológica (PACCTO).

Bruno Pacheco falava terça-feira na apresentação da MacaroNight – Noite Europeia dos Investigadores, que decorre sexta-feira, 28 de setembro, na Alameda das Portas do Mar, e será celebrada em simultâneo nos Açores, na Madeira e nas Canárias.

O Diretor Regional salientou que este evento “permite recuperar a nossa memória através das tradições, demonstrando que o futuro também se constrói através da ciência em que assenta a nossa tradição”.

Neste sentido, adiantou que a iniciativa inclui várias atividades, que assentam em temáticas como a ciência por detrás da fermentação, os primeiros tipos de agricultura nos Açores, a cultura da caça à baleia, a olaria, a navegação e orientação, entre outras.

Bruno Pacheco destacou “a forte componente educativa” da Noite Europeia dos Investigadores, na medida em que dará a conhecer “o que fazem os centros de investigação, o que faz a Rede de Centros de Ciência dos Açores (RECCA) e o que é, afinal, ser investigador”.

Para o Diretor Regional, a divulgação e a promoção da cultura científica são encaradas pelo Governo dos Açores como “obrigação pública”, que implica, cada vez mais, a criação de redes e parcerias, tal como a RECCA, em que os centros são geridos por entidades privadas.

Bruno Pacheco salientou que os centros de ciência são este ano, em parceria com o Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia, os “grandes mentores” da iniciativa MacaroNight, financiada pela Comissão Europeia, através do programa Horizonte 2020, nas Ações Marie-Curie, e que conta com a participação de vários parceiros dos Açores, Madeira e Canárias.

De acordo com Bruno Pacheco, “urge desenvolver mais e melhores ações com entidades como os museus, os centros de arte e os centros de arte performativa que permitam demonstrar aos mais jovens que cultura e ciência andam de mãos dadas, ao mesmo tempo que lhes desperta o interesse pela ciência e por querer fazer ciência”.

OMacaroNight – Noite Europeia dos Investigadores é uma iniciativa que, segundo o Diretor Regional, “vem ao encontro das medidas do PACCTO”, dado que “estimula e promove o ensino experimental das ciências, a relação entre ciência, cidadãos e sociedade, a comunicação pública de ciência e a própria atividade dos centros de ciência da Região”.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário