Governo dos Açores promove eficiência energética nas escolas

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo anunciou que o Governo dos Açores vai levar o tema da eficiência energética às escolas, através de “um programa educativo inovador na Região”, que será implementado ao longo deste ano letivo.

“O Programa Educativo de Eficiência Energética nas Escolas dos Açores tem como objetivo despertar a comunidade escolar para a importância do correto uso da energia, para que os Açores possam reduzir a utilização de energias produzidas com recursos não renováveis”, afirma Marta Guerreiro.

Desenvolvido em parceria com a Azorina – Sociedade de Gestão Ambiental e Conservação da Natureza, o programa resulta numa atividade designada ‘Dreni’, incluída nas atividades da iniciativa ‘O Parque vai à Escola’, que será levado a escolas do pré-escolar e 1.º Ciclo através dos Serviços Educativos dos Parques Naturais.

Segundo a governante, “ainda que esta atividade só venha a ser disponibilizada para o 2.º Ciclo na próxima edição da oferta educativa do ‘Parque Escola’, todos os educadores que assim o entendam, incluindo os do 2.º Ciclo, poderão descarregar os recursos educativos acedendo ao portal ‘Educar para o Ambiente e Sustentabilidade’ ou ao Portal da Direção Regional da Energia”.

A titular da pasta da Energia salientou que, “por forma a fazer chegar os conceitos associados à eficiência energética aos alunos do 3.º Ciclo e secundário, a Direção Regional da Energia iniciou no final do ano transato os Encontros com a Eficiência Energética – Escolas, ações de sensibilização nas quais se explica aos jovens a importância da eficiência energética e o papel que cada um assume na salvaguarda do futuro da Região”.

Por seu turno, o Secretário Regional da Educação e Cultura alerta para a necessidade da adoção por parte dos alunos e da comunidade em geral de comportamentos que promovam a eficiência energética.

Avelino Meneses desafiou ainda os alunos no sentido de serem os mensageiros da necessidade de “usar a energia em benefício da economia doméstica e social”, nomeadamente através da redução do consumo de combustíveis fósseis.

DL/Gacs

Categorias: Educação, Regional

Deixe o seu comentário