Governo dos Açores prepara condições para que a Região disponha de mais peritos de Medicina Legal

Luis-Cabral-saude-açores

O Secretário Regional da Saúde esteve reunido, em Angra do Heroísmo, com o Vice-Presidente do Instituto de Medicina Legal e Ciências Forenses (IMLCF), num encontro em que foi analisada a possibilidade de se realizarem ações de formação para que os Açores passem a dispor de mais peritos para a realização de autópsias.

Luís Cabral revelou, em declarações no final da reunião, que ficou decidido proceder à revisão do protocolo existente entre a Região e o IMLCF, de modo a garantir “a formação de peritos em número suficiente para atender a todas a solicitações nas diferentes ilhas” dos Açores.

Uma vez que se trata de um curso com alguma exigência, deverá ser ministrado em módulos para que os médicos que o pretendam frequentar não tenham que se ausentar demasiado tempo das ilhas onde prestam serviço.

Para Luís Cabral, trata-se de proporcionar aos Açorianos condições de “maior humanização”, já que permitirá que os familiares não necessitem de esperar pela realização de autópsias e perícias legais.

O protocolo que deverá ser assinado em breve reafirma também a disponibilidade do Governo dos Açores para a cedência de instalações e toda a colaboração necessária com o Instituto de Medicina Legal e Ciências Forenses.

Atualmente, existem nos Açores 11 peritos de Medicina Legal, dos quais sete em Ponta Delgada e quatro na Terceira.

DL/Gacs

Categorias: Saúde

Deixe o seu comentário