Governo conclui acordo para regularização de carreiras no setor da saúde

© JFRP

O governo dos Açores e o sindicato dos trabalhadores da Administração Pública (SINTAP) concluíram mais uma etapa no processo de regularização e reposicionamento de carreiras no sector da saúde. Em causa estavam cerca de 190 trabalhadores com contrato individual de trabalho que ficam agora com as respetivas situações resolvidas, com retroativos a 2019, num valor global que atinge 267 mil euros.

“Já o conseguimos com os enfermeiros, com os técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, com os farmacêuticos e, também agora, com as carreiras gerais, que envolvem assistentes operacionais, assistentes técnicos e técnicos superiores”, explicou o secretário regional da Saúde, Clélio Meneses.

O governante adiantou que “os primeiros 25%, conforme acordado com os sindicatos, começarão a ser pagos até ao final do primeiro semestre de 2022”. No âmbito deste acordo o governo regional assegura o pagamento de 50% do valor até ao final de 2022, 75% até ao primeiro semestre de 2023 e 100% até ao final de 2023.

Clélio Meneses revelou, por outro lado, que o processo relativo às carreiras médicas vai também avançar “no sentido de repor justiça em algo que estava parado durante muitos anos”.

“Obviamente que as carreiras médicas, pela complexidade e pelo impacto que têm, envolvem um conjunto de áreas, nomeadamente o trabalho suplementar médico, os incentivos à fixação, que já resolvemos, mas é um processo que se irá iniciar ainda este ano”, disse. O secretário regional da Saúde e Desporto frisou que “o governo não está a fazer favor nenhum a estes profissionais de saúde, está é a pagar dívidas pelo contributo que deram, neste tempo de pandemia também, mas sobretudo por terem estado muitos anos à espera” de serem vistos “com a dignidade que merecem”.

DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário