Governo aprova medidas de apoio social para mitigar efeitos da inflação nos Açores

© GRA/MIGUEL MACHADO

O vice-presidente do governo dos Açores, Artur Lima, anunciou três medidas de apoio social para mitigar os efeitos da inflação nos Açores, realçando que este é um “governo proativo” que tem a “única preocupação” de “aumentar o rendimento disponível das famílias.

Das medidas aprovadas em conselho do governo, salienta-se o aumento em dez euros do valor do complemento para a aquisição de medicamentos pelos idosos (COMPAMID), no ciclo anual em curso; o aumento em dez euros do montante do complemento ao abono de família para crianças e jovens, respeitante ao segundo semestre de 2022; e um apoio de vinte euros destinado às famílias açorianas beneficiárias da tarifa social de eletricidade, a pagar em breve.

O vice-presidente do governo frisou ainda a “mudança de paradigma” que este governo “tem imprimido na região”. Essa mudança, referiu, traduz-se em “medidas tomadas ao longo do tempo” como é o caso do aumento do cheque-pequenino, da descida dos impostos, da implementação da tarifa açores, da revalorização das carreiras de enfermagem e dos técnicos de diagnóstico e terapêutica ou da creche gratuita até ao 13.º escalão. “Se fizermos contas, é um aumento brutal e extraordinário do rendimento das famílias”, sintetizou.

O governante referiu que “além das medidas que já tomamos”, acrescentam-se as agora aprovadas no conselho do governo que assumem um caráter temporário para mitigar o efeito da inflação no arquipélago.

DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário