Log in

“Shuttle” de acesso à Lagoa do Fogo regressa a partir de amanhã

© D.R.

A partir deste sábado, 15 de junho, o “shuttle” de acesso ao Miradouro da Lagoa do Fogo retoma a sua atividade, que se prolonga até 30 de setembro, segundo comunicado do Governo dos Açores.

Assim, entre 15 de junho e 30 de setembro, a circulação na estrada que liga a Caldeira Velha (Ribeira Grande) à Casa da Água (Lagoa) será condicionada a não-residentes e a todos os veículos. A exceção vai para empresas de animação turística, agências de viagens, táxis e residentes nos Açores.

O percurso integrado neste serviço contempla 14 km entre os estacionamentos da Caldeira Velha e da Casa da Água e funciona todos os dias, das 09h00 às 19h00, incluindo feriados.

Este ano, procedeu-se a um reajustamento para garantir maior frequência de viagens e reduzir o tempo de espera, diz ainda o comunicado. Serão quatro os autocarros a servir as linhas Vermelha e Verde e cinco os pontos de paragem turística, sendo que os passageiros com o mesmo bilhete podem decidir fazer um ou ambos os itinerários, sair do autocarro numa das paragens e retomar o percurso quando o desejarem.

Este serviço é gratuito para os residentes nos Açores e surgiu em 2023 com o objetivo de disciplinar o acesso de viaturas ao Miradouro da Lagoa do Fogo, que tem vindo a sofrer um aumento muito significativo devido ao incremento do fluxo de turistas, lê-se, na mesma nota.

Os bilhetes para o “shuttle”, que têm um custo de 5 euros para não residentes a partir dos seis anos de idade, podem ser adquiridos online e nos empreendimentos turísticos de São Miguel que aderirem ao respetivo sistema de venda.

À semelhança que aconteceu no ano passado, os turistas que viajam individualmente ou em grupo de forma autónoma devem deixar as respetivas viaturas nos parques de estacionamento da Caldeira Velha ou da Casa da Água, podendo a partir daí utilizar o “shuttle”.

Em 2023, cerca de 50 mil pessoas utilizaram este serviço para visitar a Lagoa do Fogo.

São Miguel à vista. Lagoa do Fogo

© ANA MARGARIDA CARVALHO

Aguarela na rubrica “São Miguel à vista”.