Log in

Serviço de ‘shuttle’ levou 50 mil pessoas ao vulcão do Fogo

© DL

Entre 15 de junho e 30 de setembro, um total de 50.836 pessoas fizeram a viagem de ‘shuttle’ no vulcão do Fogo, segundo informação disponibilizada pela empresa Atlântico Energy, entidade vencedora do concurso público para prestação do serviço.

Do total de bilhetes vendidos, 48.579 foram para não residentes, 1.040 para residentes e 1.217 para crianças. A média diária de bilhetes vendidos é de 470, verificando-se um grande condicionamento pelas condições meteorológicas. O dia da semana mais procurado é o sábado, seguindo-se a segunda-feira e o domingo, sendo a quinta-feira o dia que regista menos procura.

Com o transporte de ‘shuttle’ no acesso ao maciço do vulcão do Fogo (gratuito para residentes e com um custo de cinco euros para não residentes), a circulação automóvel ficou limitada às viaturas dos residentes e vedada a automóveis de rent-a-car.

O serviço de transporte, que funcionou em regime ‘hop on hop off’ até 30 de setembro último, compreendia itinerários com pontos de início e chegada na Caldeira Velha, na Ribeira Grande, e na Casa da Água, na Lagoa.

Abrangendo uma área de cerca de 14 quilómetros, o ‘shuttle’ passou por seis pontos de atração turística, funcionando das 09h00 às 19h00, todos os dias da semana, incluindo feriados. O mês em que mais bilhetes foram vendidos foi agosto (16.995), seguindo-se julho (15.053) e setembro (11.946). Junho, mês em que se iniciaram as viagens de ‘shuttle’, foram vendidos 6.842 bilhetes.

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.