Log in

Hospital de Campanha vai ser instalado no espaço do HDES

© Governo dos Açores

A Ministra da Saúde, Ana Paula Martins, e a Secretária de Estado da Saúde, Ana Povo, visitaram ontem, seis de maio o Hospital do Divino Espírito Santo (HDES), em Ponta Delgada, dois dias após o incêndio que deflagrou naquele estabelecimento de saúde e que afetou “o funcionamento seguro que o hospital deve ter para tratar os seus doentes”, segundo comunicado do Governo dos Açores.

A ministra foi acompanhada pelo presidente do Governo Regional, José Manuel Bolieiro, juntamente com o Secretário Regional com a pasta das Finanças, Duarte Freitas, e a Secretária Regional com a tutela da Saúde, Mónica Seidi, José Manuel Bolieiro.

Na ocasião, o presidente do Governo Regional, José Manuel Bolieiro, adiantou aos jornalistas que já falou com o Ministro da Defesa Nacional, Nuno Melo, que garantiu a disponibilidade das Forças Armadas para implementar um hospital de campanha “para dar a resposta possível nas próprias instalações” do HDES. neste sentido, o conselho de administração do Hospital de Ponta Delgada vai fazer um “levantamento das necessidades” para que seja instalado o hospital de campanha, acrescentou o governante açoriano.

Os governantes reuniram-se ainda com a administração do hospital para conhecer os danos causados pelo incêndio, comunica a mesma nota.

Elogiando a “capacidade de compreensão” que o Primeiro-Ministro, Luís Montenegro, tem tido, José Manuel Bolieiro realçou que “a dimensão do prejuízo” motivou a “necessidade de imediata reação”, acrescentando: “Não tenho palavras para agradecer a generosidade e competência de todos, sem exceção”, segundo o comunicado.

Para o governante açoriano, a reconstrução do hospital tem de situar o HDES como uma unidade “exemplo”, capacitada para o futuro e que integra um todo nacional.

No último domingo, cinco de maio, o Conselho do Governo declarou o estado de calamidade pública regional para os Açores devido ao incêndio no Hospital Divino Espírito Santo (HDES), em Ponta Delgada, que implicou a evacuação de todos os doentes da unidade hospitalar, lê-se, em comunicado do Governo. O alerta de incêndio foi dado pelas 9h40 de sábado, cinco de maio, tendo sido extinto pelas 16h11.

Segundo o Governo dos Açores, o objetivo da medida passa por agilizar e acelerar procedimentos, nomeadamente de contratação pública, que permitam ao HDES, normalizar, no mais curto espaço de tempo, a sua atividade”.

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.