Log in

Governo dos Açores lança mais obras para apoio à atividade agrícola em Santa Maria, S. Miguel e Faial

caminho agricola açores lagoa remedios

A Secretaria Regional da Agricultura e Ambiente, através da IROA, lançou mais três empreitadas previstas na Carta Regional de Obras Públicas para a beneficiação e construção de infraestruturas de apoio à atividade agrícola em Santa Maria, S. Miguel e Faial, num valor global estimado de cerca de 270 mil euros, que vão beneficiar cerca de uma centena de explorações agropecuárias.

Em Santa Maria, a obra da rede de abastecimento de água no Caminho Velho de Santana, um investimento de cerca de 60 mil euros, prevê a construção de uma conduta com 1.500 metros de tubagem, ramais de abastecimento e ligações.

Esta obra tem um prazo de execução de 90 dias e assume uma significativa importância para a atividade agropecuária, já que beneficia cerca de uma dezena de meia de explorações, numa área de 60 hectares.

Em S. Miguel, o lançamento da construção do Caminho do Castelo Branco, situado no Perímetro de Ordenamento Agrário da Lagoa, permitirá a execução, num investimento de cerca de 72 mil euros, da pavimentação em betão de cimento e correção ou melhoramento das drenagens.

Esta empreitada, que visa garantir o encaminhamento dos caudais que afluem à estrada, mais segurança ao tráfego e uma maior longevidade do pavimento, numa extensão de um quilómetro, tem um prazo de execução de 90 dias e vai beneficiar as acessibilidades a cerca de duas dezenas de explorações, numa área de 20 hectares.

No Faial, a execução da empreitada de construção e beneficiação do Caminho Agrícola CS2 – Almanços, num investimento de cerca de 140 mil euros, no Perímetro de Ordenamento Agrário (POA) de Feteira/Castelo Branco, vai beneficiar diretamente 20 explorações agrícolas confinantes ao caminho e cerca de 40 explorações nas imediações, numa superfície agrícola de 560 hectares.

Este caminho carateriza-se por ser uma rede viária secundária com uma extensão de 1.120 metros que comunica a norte com o caminho principal, CP8 – Almanços/Aberto, intervencionado pela IROA com a criação de um sistema de abastecimento de água, e, a sul, com o caminho municipal Cancela/Almanços de Baixo.

A obra, que prevê, entre outras intervenções, a execução de um piso betuminoso, vai assim consolidar a rede disponível de infraestruturas na ilha.

A construção e beneficiação de caminhos agrícolas e rurais, de sistemas de abastecimento de água e de fornecimento de energia às explorações visa contribuir para a competitividade da produção regional, através da redução dos custos de exploração, e também para a melhoria das condições de trabalho dos agricultores.

DL/Gacs

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.

Laisser un commentaire

Votre adresse e-mail ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

CAPTCHA ImageChanger d'image