Log in

Detidos dois suspeitos de tráfico de droga na Lagoa

© DL
pubpub

Foram detidos dois homens, de 19 e 24 anos, suspeitos de tráfico de droga na freguesia de Nossa Senhora do Rosário e de Santa Cruz, na cidade da Lagoa. As detenções resultaram de uma operação de prevenção e combate ao tráfico de droga.

Segundo o comando regional da PSP dos Açores, com base em várias denúncias reportadas às autoridades que davam conta de movimentações suspeitas nas freguesias de Nossa Senhora do Rosário e de Santa Cruz, foi desenvolvida uma investigação por parte da Brigada de Investigação Criminal da esquadra local. A operação tinha como objetivo apurar os contornos da alegada atividade criminosa praticada por um dos suspeitos, tendo permitido depois reunir elementos probatórios que sustentam a atividade de tráfico de haxixe por parte do arguido.

Posteriormente, no decorrer da abordagem e interceção do suspeito, foi possível detetar um segundo indivíduo também a fornecer substâncias a consumidores, tendo sido ambos intercetados e detidos. Na posse de ambos foram, ainda, apreendidas a totalidade de aproximadamente 89 doses individuais de estupefaciente, dois telemóveis e a quantia monetária de 100 euros, com suspeitas de advir da venda de produto estupefaciente.

Para além das detenções efetuadas, no âmbito da operação de prevenção e combate ao tráfico de estupefacientes, através da realização de abordagens de fiscalização em locais fortemente conotados com o tráfico de droga, a PSP procedeu igualmente à apreensão de nove doses individuais.

Ambos os arguidos, após terem sido presentes a interrogatório judicial no Tribunal de Ponta Delgada, aguardarão o desenrolar do processo sujeitos a apresentações obrigatórias perante as autoridades, proibição de contactos com consumidores de estupefaciente e proibição de frequentar lugares conotados com o crime de que são suspeitos.

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.