Log in

Açores querem “liderar pelo exemplo” na estratégia para o mar

© MIGUEL MACHADO/GRA

José Manuel Bolieiro deixou claro que a região quer “liderar pelo exemplo” na estratégia para o mar, nomeadamente com a proteção de áreas marinhas protegidas.

“Temos de dar um sinal ao mundo que somos primeiros e lideramos pelo exemplo. Se adiantarmos a definição científica, num diálogo participado, estamos a liderar no mundo pelo exemplo”, declarou o governante, falando do programa Blue Azores e dos objetivos definidos pelo Governo dos Açores de, até final do ano, estabelecer em lei, sete anos antes do definido internacionalmente, as áreas total e parcialmente protegidas.

O presidente do governo lembrou que parte da “identidade e caráter dos Açores e dos açorianos” é definida pelo seu mar, que torna a região “centro do mundo” para campos como a investigação ou a ciência. “O mar dos Açores representa 56% da zona económica exclusiva de Portugal”, lembrou o governante.

Depois, sobre a chamada Lei do Mar, José Manuel Bolieiro foi perentório: “é legítimo retirar competências as populações marítimas e órgãos de governo próprio? A minha opinião é que não. Isso é sequestrar para outrem uma competência e identidade do povo marítimo, isto é, dos Açores e dos açorianos. Não podemos tolerar que haja uma diminuição desta participação”.

José Manuel Bolieiro lembrou que, em causa, não está a “definição de fronteiras ou fins de defesa e segurança internacional, competências exclusivas da soberania, isto é, da República”, antes a “fruição económica e ambiental” do mar dos Açores.

Os leitores são a força do nosso jornal

Subscreva, participe e apoie o Diário da Lagoa. Ao valorizar o nosso trabalho está a ajudar-nos a marcar a diferença, através do jornalismo de proximidade. Assim levamos até si as notícias que contam.