Festival Tremor vai ter atividades em Rabo de Peixe e programa infanto-juvenil

© JULIANO MATOS

É lançado hoje, 8 de março, o alinhamento diário da edição 2022 do Tremor. O festival regressa a São Miguel entre os dias 5 e 9 de abril com um programa de concertos, performances, circuitos sonorizados, residências de criação e outras experiências que se alastram a diferentes espaços, salas de espetáculos e locais naturais e históricos da ilha.

A última das novidades deste ano é a parceria desenvolvida com a VidAçor para a criação de duas experiências gastronómicas na vila de Rabo de Peixe. A primeira, Na Nossa Mesa, organizará jantares para pequenos grupos nas casas de habitantes da vila, onde o menu será desenvolvido e confeccionado pelas famílias receptoras. A segunda experiência, a Cozinha Comunitária, vai organizar um jantar coletivo com um menu composto por pratos típicos da região. Os preços, datas e formas de inscrição nestas actividades serão divulgados a 16 de Março. 

Está também confirmada a manutenção do espaço de programação dedicado às famílias e ao público infanto-juvenil. De acesso livre e a ter lugar no sábado, dia 9 de maio, o Mini Tremor conta com a curadoria do espaço Estúdio 13 e integrará uma oficina de luz, dramatização e movimento com André Melo, uma instalação interativa de Catarina Medeiros e um projeto surpresa com Valdemar Creador e Rubén Monfort para pais e filhos dançantes.

O programa completo do festival pode ser consultado no site do evento em http://www.tremor-pdl.com/pt/. Por lá encontrar-se-ão ainda as diferentes parcerias que o festival tem implementadas para as questões de acessibilidade e sustentabilidade. 

O Tremor tem aberto até esta sexta open call para o Atlas – São Miguel, que procura 100 açorianos interessados em participar na criação de um espectáculo inédito. 

DL

Categorias: Cultura

Deixe o seu comentário