Festival do Fervedouro juntou cerca de meio milhar de pessoas

© JF RIBEIRA GRANDE – MATRIZ

A quarta edição do Festival do Fervedouro, organizado pela junta de freguesia da Ribeira Grande – Matriz, juntou cerca de meio milhar de pessoas que, ao longo da noite de sábado, passou pelo pavilhão Fernando Monteiro para degustar as sopas confecionadas pelas instituições que aderiram à iniciativa.

As treze instituições que responderam ao desafio da junta de freguesia da Ribeira Grande – Matriz, apresentaram dezassete sopas ou fervedouros, muitas delas a fazer recuar ao tempo dos nossos avós. Foi uma noite de tradições, sabores e vivências à moda antiga, onde não faltaram as malassadas da senhora Nélia.

O presidente da junta de freguesia da Ribeira Grande – Matriz, André Mendonça, estava satisfeito com a adesão das pessoas. “Passaram por aqui cerca de quinhentas pessoas, número que superou as nossas expetativas. Tivemos que reforçar o número de mesas e bancos que tínhamos previsto, mas felizmente não faltou sopa para ninguém”, disse.

André Mendonça acrescentou que “este é um tipo de iniciativa que atrai muitas pessoas pois muitas delas ainda são do tempo em que os seus pais ou avós confecionavam os fervedouros como base de uma alimentação familiar. É um evento que permite matar saudades, reviver memórias e degustar os sabores de antigamente.”

Aderiram ao quarto Festival do Fervedouro as juntas de freguesia da Matriz (através do projeto Viver +”, Pico da Pedra, Ribeira Seca, Ribeirinha, Porto Formoso, Lomba da Maia e Fenais da Ajuda, as associações Matriz em Movimentos e Cais do Remar, a Casa do Povo da Ribeira Grande, o CASA – Bernardo Silveira Estrela, o Centro de Bem-Estar Ferreira Cabido e o agrupamento 645 da Ribeira Grande. A noite foi animada musicalmente pelo grupo folclórico de Santa Bárbara.

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário