Estratégia Açoriana para a Energia 2030 arranca com auscultação de parceiros

Segundo a Diretora Regional da Energia o desenvolvimento da Estratégia Açoriana para a Energia no horizonte 2030 passa por ouvir os diversos parceiros, com o objetivo de “desenhar políticas públicas no setor através de um processo democrático, participado e inclusivo”, permitindo, assim, “acentuar os padrões de sustentabilidade regionais, através do crescimento económico, com claras vantagens sociais”.

Andreia Carreiro, que falava à margem da visita a uma unidade hoteleira no âmbito da preparação daquele documento, salientou que a Estratégia Açoriana para a Energia “vai dotar a Região de políticas públicas com capacidade de resposta às necessidades de uma região insular, arquipelágica e ultraperiférica, explorando as potencialidades oferecidas pelos recursos endógenos e pelas tecnologias emergentes no setor da energia”.

A Secretária Regional referiu que, através das políticas definidas por esta Estratégia, tendo por base princípios de suficiência e eficiência energética, a descarbonização da eletricidade e a eletrificação de diversos setores, “os padrões de sustentabilidade dos Açores serão acentuados, através da redução da dependência externa de combustíveis fósseis, com consequentes reduções dos custos, bem como redução das emissões de gases poluentes, tornando, simultaneamente, a energia mais limpa, equitativa e acessível a todos os Açorianos, mas, acima de tudo, garantindo a segurança do abastecimento da população”.

A Diretora Regional frisou que “as políticas públicas exigem que a energia dialogue sistematicamente com todos os setores”, sendo este diálogo intersetorial fundamentado no respeito pelas metas e orientações gerais que governam a Região, no quadro dos compromissos internacionais de Portugal e na procura das melhores soluções, o que “permitirá estabelecer estratégias em prol das famílias e da competitividade das empresas açorianas”.

A Estratégia Açoriana para a Energia 2030 seguirá, posteriormente, para apresentação e consulta pública, possibilitando “um processo que criará sinergias, baseado num diálogo profícuo com a comunidade de energia, considerando as diferentes realidades e exigências dos diversos setores económicos, a fim de assegurar o sucesso da sua conceptualização e implementação”, acrescentou.

Andreia Carreiro participou na primeira reunião de preparação da Estratégia Açoriana para a Energia, que envolveu todos os departamentos governamentais, a Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores, a Câmara de Comércio e Indústria dos Açores, a Universidade dos Açores, as entidades inscritas no Registo Regional de Organizações Não Governamentais de Ambiente e a Associação de Consumidores da Região dos Açores.

No âmbito do desenvolvimento desta Estratégia, a Diretora Regional vai visitar empreendimentos de vários setores de atividade, ouvindo as suas preocupações, mas também fomentando a adoção de boas práticas.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário